Avery Cefre
Avery Cefre

Baixista de Santos usa isolamento social em Nova York para criar álbum de jazz

Marcelo Mccagnan lança no domingo, 14, 'Boundless',álbum concebido e gravado em sua casa com dois amigos, um guitarrista da Indonésia e um baterista da Malásia, durante os piores dias da pandemia

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

10 de março de 2021 | 20h24

O distanciamento social vivido em Nova York levou o baixista de Santos, Marcelo Maccagnan (lê-se Macanhã), a compor e gravar um álbum autoral de jazz ao lado de outros jovens músicos, um da Malásia e outro da Indonésia, que também tiveram de passar uma temporada nos Estados Unidos por causa da pandemia. Agora, Maccagnan vai lançar o fruto de suas criações do isolamento, o belo álbum Boundless, em um show online no próximo dia 14, domingo, às 17 hs no endereço www.twitch.tv/offthepier. Desde o início da pandemia, com o cancelamento das apresentações, ele concentrou-se para estudar e compor. Suas criações instrumentais não dialogam com o jazz tradicional.

O som de trio, com  Kelvin Andreas, um baterista da Indonésia, e Andrew Cheng, guitarrista da Malásia, traz um espírito invernal e envolvelmente nostálgico, com temas de improvisos livres. Seu baixo nem sempre protagoniza as performances, mas ganha força sobretudo nos efeitos e improvisos de músicas como Husks, Land of No Heroes, Boundless, Don’t Think, Dreamcatcher e Closed Eyes.

Maccagnan conta sobre a gravação: "O álbum foi gravado no fim de setembro e de fato, as composições foram feitas durante a pandemia. Boundless e Land of Heroes foram compostas no baixo, no auge do isolamento, em junho ou julho. Elas são melancólicas, feitas durante um período de muita monotonia e até um pouco de depressão." Ele fala também de seu processo de composição. "Por um lado, o álbum é um reflexo do que sentia no momento, mas por outro, também é resultado de um período de estudo do instrumento. Normalmente, eu componho ao piano mas, dessa vez, a composição foi feita diretamente no baixo."  

O músico de 26 anos formou-se pela Berklee College of Music de Boston e mudou-se para Nova York. Boundless é seu segundo álbum. O primeiro, de 2018, é Looking Ahead, composto com mais influências de ritmos brasileiros. Na live, ele terá a companhia do baterista brasileiro Daniel Silva, do pianista alemão Julian Moreen e do saxofonista russo Sergej Avanesov.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.