Backstreet Boys vêm ao Rio promover novo álbum

Os Backstreet Boys fazem uma passagem rápida hoje pelo Brasil, como parte de sua turnê-relâmpago de promoção do lançamento de Black & Blue, seu terceiro álbum, que chega às lojas de todo o mundo amanhã. A chegada ao Rio de Janeiro está prevista para as 16 horas. No final da noite, o grupo já segue para Nova York, onde termina o périplo que passou por Estocolmo, Tóquio, Sydney e pela Cidade do Cabo.No total, vão ser 55 horas no ar (a bordo de um 737 fretado) e apenas 45 em terra. Round the World in 100 Hours vai levar Nick Carter, Howie Dorough, Brian Littrell, AJ McLean e Kevin Richardson a pontos turísticos das seis cidades, onde vão receber fãs e cantar versões a capella do primeiro single do disco, Shape of My Heart. O grupo também vai dar entrevistas coletivas. No total, a banda vai viajar 42 mil quilômetros.No Rio, o grupo deve fazer um passeio pela Praia de Copacabana, mas o Corcovado e o Pão de Açúcar também podem entrar no roteiro. De volta a Nova York, o Backstreet Boys vai anunciar as datas e os locais por onde vai passar a turnê de lançamento de Black & Blue, que tem previsão de começar no início de 2001 na Flórida. Black & Blue é o primeiro trabalho da banda desde Millennium, do início do ano passado, que teve 1,13 milhões de unidades vendidas em sua semana de lançamento. O recorde foi quebrado depois pela boy band concorrente, o ´N Sync, com 2,4 milhões de cópias vendidas na semana em que No Strings Attached chegou às lojas, em março.O lançamento de Black & Blue tem gosto de revanche. Ainda que os meninos digam que não existe competição, o clima parece ser de disputa. O termômetro são os web sites de fãs, que têm mobilizado seus "exércitos" para comprar várias cópias, pedir para canções serem tocadas em rádios e muito mais. Uma boa medida de que o recorde pode mesmo ser quebrado está no número de cópias que foram encomendadas pelas lojas americanas: mais de 5 milhões, de acordo com a gravadora Jive (que também é a representante do ´N Sync). Em comparação, No Strings Attached teve "apenas" 4,2 milhões de unidades despachadas inicialmente para o comércio. Apenas a rede de lojas Walmart encomendou 2,5 milhões de discos, que pretende vender pelo competitivo preço de US$ 8,88. Os álbuns da Walmart ainda vão vir com uma faixa extra, What Makes You So Different (Makes You So Beautiful), que não vai estar disponível em nenhuma outra cópia vendida fora dali.Tanta expectativa também pode render apenas um tombo maior. O single Shape of My Heart, por exemplo, foi lançado há seis semanas no mercado americano e até agora não chegou ao top ten dos mais tocados, o que não é bom sinal. A seu favor, os meninos do Backstreet Boys têm 55 milhões de discos vendidos em todo o mundo de seu primeiro trabalho, Backstreet Boys, e do segundo, Millennium, além de compilações e singles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.