Backstreet Boys cantam hoje no Maracanã

Um é bom, dois é demais. O Backstreet Boys provoca cenas de histeria nas fãs, mas elas não lotam os shows deles. Para o do Rio, previsto para a noite de hoje, haviam sido vendidos 55 mil ingressos, quando a capacidade do Maracanã é de pelo menos o dobro. O segundo show de São Paulo, que estava marcado para domingo no Anhembi, foi cancelado, com 20 mil ingressos já vendidos, de um total de 50 mil. Segundo a produção brasileira, o motivo foi a total impossibilidade de transportar para a Venezuela as 180 toneladas de equipamento usados no espetáculo. No entanto, para o show de sábado, no mesmo lugar, só 35 mil entradas haviam sido vendidas.Os cinco rapazes, Brian, A.J., Howie, Nick e Kevin, não ligam para esses números. Vão distribuindo simpatia e bom humor entre as fãs e a produção brasileira. Há um esquema de segurança mas eles não se escondem. Kevin, o mais velho dos cinco, com 29 anos, parece ter a preferência das meninas que vão para a porta dos hotéis onde eles se hospedam. Ao menos seu nome é o mais gritado.Mesmo com meia-casa, os Backstreet Boys estão emocionados em se apresentar no palco onde já estiveram (com o gramado e as arquibancadas lotadas) Frank Sinatra, Paul MacCartney e os Rolling Stones. "Temos duas surpresas para os espetáculos no Brasil, as músicas Quit Playing in Games e As Long As You Love Me, que não havíamos cantado ao vivo até agora", promete Howie, o mais falante dos Backstreet Boys.O repertório tem base do quarto disco do grupo, Black and Blue (nenhuma relação com o antológico álbum dos Rolling Stones, dos anos 70), lançado no ano passado, mas os sucessos antigos também serão tocados. Os rapazes se fazem acompanhar por dez bailarinos e uma banda de seis músicos e juram que cantam mesmo, nada de play-back ou dublagem. Mas, para as meninas que gostam do quinteto, música é mero detalhe. Elas querem mesmo é vê-los dançar, fazer charme e caras e bocas românticas. Nisso eles são bons e não se fazem de rogados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.