Divulgação
Divulgação

Bachiana Filarmônica estreia obra de compositor brasileiro

Peça de Marcos Balter será apresentada neste sábado na SP

João Luiz Sampaio, Especial para O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2014 | 07h00

A Bachiana Filarmônica faz a estreia neste sábado às 21 horas, na Sala São Paulo, de uma peça do compositor brasileiro Marcos Balter. Radicado nos EUA, o autor é um dos principais nomes do cenário atual - e, para a Bachiana, escreveu uma peça para orquestra e soprano, que terá Adriana Clis como solista. A regência é do maestro John Boudler.

A peça é a décima quarta estreia promovida pela orquestra desde 2013. A cada concerto do grupo na Sala São Paulo, uma nova obra, encomendada especialmente para a temporada, foi apresentada. "Eu digo sempre antes dos concertos para o público: as grandes obras do passado, quando estrearam, nem sempre agradaram as plateias. O julgamento delas quem faz não somos nós, mas o tempo. E é por isso que é fundamental promover a estreia de obras", diz o maestro João Carlos Martins, diretor da Bachiana.

Segundo ele, para o ano que vem, a orquestra vai instituir a figura do compositor residente, posto que será ocupado por Mateus Araújo. "Como nosso repertório se apoia bastante em Mozart, ele vai escrever, além de obras que lhe pareçam interessantes, duas peças a partir de trechos famosos de peças do compositor", explica Martins.

Também participam do concerto deste sábado dois jovens músicos: os violinistas Guido Sant'Anna, de 9 anos, e Lucas Farias, de 15. "É muito importante que, como aconteceu no passado, novos talentos tenham a oportunidade de subir ao palco de teatros importantes, como a Sala São Paulo. E, no caso do Lucas, será sua despedida, antes de partir para estudos na Alemanha." No final da apresentação, bailarinos da Cia. Cisne Negro também se apresentam ao som de peças de Bach, interpretadas por Martins. 

BACHIANA FILARMÔNICA

Sala São Paulo. Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos
Tel. 3223-3966. Sábado (1º/11), às 21 horas
Ingressos: R$ 25 a R$ 40. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.