Axl Rose critica som do Rock in Rio

Depois de tocar na 3º edição do Rock in Rio 3, Axl Rose, líder do reformulado Guns n´Roses, esteve de passagem pela Argentina. Incógnito, o astro chegou à Buenos Aires na noite de quinta-feira e na sexta pela manhã viajou rumo a Santiago, no Chile. No curto período, Axl conversou com jornalistas da rádio FM Rock & Pop, visitou uma churrascaria e depois foi dançar em uma boate da moda. Na entrevista, disse que o concerto do Rio de Janeiro foi muito importante para a sua carreira, mas não poupou críticas ao sistema de som do festival, que qualificou como "muito ruim". Axl ressaltou também que pretende voltar à Argentina assim que estiver com sua banda consolidada. "Nos reunimos apenas seis semanas antes do show no Rio, por isso precisamos de mais tempo de ensaio", comentou. A data da apresentação não está confirmada, mas é muito provável que o show ocorra em novembro deste ano. Axl esbanjou simpatia na capital argentina. "Gostaria de tocar com o Guns por aqui logo depois do Rock in Rio, como não consegui agendar datas, vim para sentir o país", afirmou.Ele também aproveitou para dizer que ainda não se recompôs emocionalmente: "Para mim foi muito difícil voltar a tocar as velhas canções, porque elas me fizeram recordar dos maus momentos que vivi com os meus antigos companheiros de banda."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.