Fred Prouser/Reuters
Fred Prouser/Reuters

Audiência preliminar sobre morte de Michael Jackson será em janeiro

Juiz decidirá se fará um julgamento para esclarecer responsabilidade de médico pessoal do astro

Efe,

23 de agosto de 2010 | 21h15

LOS ANGELES- O Tribunal Superior do condado de Los Angeles marcou hoje para o dia 4 de janeiro o início da audiência preliminar sobre o caso da morte de Michael Jackson, no qual seu médico, Conrad Murray, é acusado.

 

O processo deve se estender durante algumas semanas, tempo no qual o juiz Michael Pastor decidirá se a realização de um julgamento para esclarecer a responsabilidade de Murray na morte do rei do pop é procedente.

 

O médico compareceu hoje novamente ao tribunal, onde também estiveram alguns membros da família Jackson, como a mãe e o pai do cantor, Katherine e Joe.

 

Durante a audiência preliminar, a Promotoria vai expor as evidências que provaram a acusação de homicídio culposo contra Murray, que se declarou inocente.

 

O início deste processo estava previsto para outubro. No entanto, o juiz decidiu adiar a audiência para janeiro com o objetivo de dar às partes mais tempo para preparar seus argumentos.

 

Michael Jackson morreu em 25 de junho de 2009 devido a uma intoxicação aguda de anestésicos que o artista tomava sob supervisão de Murray para combater a insônia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.