Artistas lamentam morte de Emilinha Borba

Para o cantor Cauby Peixoto "ela era um ícone, jamais será substituída". A atriz Marília Pêra, que a imitava no espetáculo Elas por Ela, de 1989, fala da admiração mútua que havia entre elas. Segundo o presidente de seu fã-clube, Mário Lima, Emilinha havia comprado ingresso para ver Marília no teatro interpretando Carmem Miranda. Já a cantora Adelaide Chiozzo que gravou um de seus grandes sucessos, fala da amizade que as unia.Cauby Peixoto, cantor: "Nunca vi, em país nenhum, um ídolo ser tão querido, fazer tanto sucesso quanto Emilinha Borba. Ela é um ícone, jamais terá substituta. Ficará um vazio enorme. Eu ficava sempre perto dela para ganhar fama, para sair nas revistas. Estar perto da Emilinha é estar com o sucesso. Eu fui um grande amigo dela, ela gostava muito de mim e confiava em mim. Eu tomava conta dela. Uma vez, uma moça numa cadeira-de-rodas, que era sua fã, a chamou e ela falou: `levanta daí e vem falar comigo.´ A moça levantou e andou na direção dela. Ela tinha muita energia." Marília Pêra, atriz: "Eu tenho uma lembrança muito alegre dela, muito querida, lá dos tempos do rádio. Lembro bem dela com aquela pintinha no queixo, em alguns filmes. Não imaginava que ela estivesse tão doentinha. Outro dia alguém foi me ver no teatro e disse que ela também iria. Em 1989, quando eu fazia o Elas por Ela, em que a imitava, ela subiu uma vez no palco. Tomara que a alegria da Emilinha, a ingenuidade, a bondade fiquem para sempre. Acredito que ela deixa uma legião de fãs. Eu sou uma delas." Adelaide Chiozzo, cantora. "Éramos como irmãs, nossas famílias são muito unidas. Ninguém teve a popularidade dela. Nós sempre fomos parecidas, gostávamos de cuidar dos filhos, da casa. Uma vez, Emilinha estava rouca e me chamou para ajudá-la a fazer um show. Ela me disse: "você canta e eu mexo a boca". Fiquei atrás do palco cantando e ninguém percebeu. Depois rimos muito dessa história. Hoje de manhã, acordei e pensei nela. Pensei: "Deus, queira que ela melhore". O Brasil vai ficar transtornado. Era uma excelente pessoa, simpática, muito amável. No domingo passado, fiz um show em homenagem a ela, e cantei a música Escandalosa (um dos grandes sucessos de Emilinha).Ouça na voz de Emilinha o sucesso: Escandalosa

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.