Artistas brasileiros discutem a música eletrônica

Lorena Calábria assume tom didático no Ensaio Geral, às 21h30 no canal Multishow, para explicar ao público uma problemática que tem estado na boca dos decanos da MPB: a música eletrônica made in Brazil e o uso cada vez mais freqüente de samplers em produções musicais.O programa faz um patchwork televisivo, reunindo trechos de entrevistas e depoimentos de artistas brasileiros ao longo dos anos a respeito do tema. Nele estão astros do pop como Fernanda Abreu - uma das pioneiras na área por aqui -, Lulu Santos, Marina Lima, Lobão, Barão Vermelho, Pato Fu e até o produtor Suba (em uma entrevista antes de morrer em dezembro de 99), que vão explicando para o público no decorrer do programa como inseriram os conceitos eletrônicos e os samplers ao seu favor.Da novíssima geração, estão lá Otto, que exibe o making of de Bob, trabalho de seu 1.º álbum antes de Condom Black, Bebel Gilberto, Max de Castro, M4J (projeto do DJ Mau Mau), Rica Amabis e Marcos Suzano.Até o roqueiro Edgar Scandurra, do Ira!, sai em defesa da cena, contando como entrou em contato com esse tipo de música no extinto Hell´s Club e acabou aproveitando elementos dela para incrementar seu trabalho. O resultado é ilustrado em Gera, clipe que está no especial, ao lado de clipes dos outros participantes do programa.Lorena conduz muito bem a atração e a fecha do mesmo modo, com ótima frase da banda Autoload em um de seus trabalhos: "Você acha que eu sou menos brasileiro só porque no meu som não tem pandeiro?"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.