Mario Anzuoni/ Reuters
Mario Anzuoni/ Reuters

Arctic Monkeys, Lily Allen e Noel Gallagher são indicados para o Mercury Prize

Criado em 1992, prêmio consagra o melhor álbum de um artista britânico ou irlandês

AFP

26 de julho de 2018 | 14h03

Noel Gallagher, Arctic Monkeys, Florence and the Machine e Lily Allen figuram na lista de indicados ao prestigioso Mercury Prize, ao lado de novos talentos, como Jorja Smith e King Krule.

Criado em 1992, o Mercury Prize premia o melhor álbum de um artista britânico, ou irlandês. Os vencedores anteriores incluem PJ Harvey, Alt-J, Portishead, Arctic Monkeys e Franz Ferdinand.

Noel Gallagher, ex-guitarrista e compositor do Oasis, uma das principais bandas do Britpop dos anos 1990, é indicado por seu terceiro álbum Who Built the Moon? com seu grupo Noel Gallagher's High Flying Birds.

O Arctic Monkeys disputará com Tranquility Base Hotel & Casino, aclamado pela crítica por seu aspecto inovador, e Florence and the Machine, com High as Hope, quarto álbum do grupo de Florence Welch.

Quatro anos após o lançamento de Sheezus, que recebeu críticas mistas, Lily Allen também está na disputa com No Shame.

Entre os 12 artistas indicados há muitas esperanças da cena britânica: a revelação soul Jorja Smith, com seu primeiro álbum Lost & Found, e o cantor King Krule, por The Ooz, álbum que combina muitas influências do punk, rock e hip-hop.

O jazz também está representado com Sons Of Kemet e seu álbum Your Queen Is A Reptile. Finalmente, Richard Russell, proprietário do selo XL Recordings, disputa com o eclético Everything Is Recorded.

"Este ano, o Mercury Prize celebra os álbuns dos músicos em todas as etapas de suas carreiras", dizem os 12 "juízes" da premiação, personalidades da mídia e da música.

No ano passado, o prêmio foi para Sampha, sensação do soul britânico.

O Mercury Prize será entregue em 20 de setembro, em uma cerimônia em Londres.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.