Após adiamento, Madonna estréia show na Argentina nesta 5ª

Cantora, que será a nova Vuitton Girl, abre turnê de 11 shows pela América do Sul, cinco deles no Brasil

Jotabê Medeiros, enviado especial,

04 de dezembro de 2008 | 12h00

Após 15 anos sem cantar na Argentina, Madonna entra nesta quinta-feira, 4, às 21h15 no Estádio do River Plate para o primeiro de 11 shows na América Latina (quatro na Argentina, cinco no Brasil, dois no Chile). É tanto exercício que os bailarinos mergulham as pernas em banheiras de gelo após cada show, para não estourar nenhum tendão. O show tem 23 canções divididas em três blocos e Madonna nunca dá bis. O show será aberto pelo DJ Paul Oakenfold, que toca a partir das 20 horas.   Veja também: Madonna chega a Buenos Aires com comitiva de 220 pessoas Madonna encontra Ingrid Betancourt e Cristina Kirchner Madonna encontra jogador após separação, diz 'The Sun' Especial: A controversa Madonna    A presença de Madonna na região aguça a curiosidade dos caçadores de gossips. Os boatos que têm circulado: 1) Madonna pediu para conhecer pessoalmente o ex-jogador Gabriel Batistuta, centroavante da seleção local; 2) o novo namorado, o jogador de beisebol Alex Rodriguez, vulgo A-Rod, vem para o show no Rio de Janeiro (ao menos parece que já pediu visto no passaporte); 3) Madonna convidou a presidente Cristina Kirchner para ir à sua casa em setembro de 2009, em Nova York; 4) a cantora estaria combinando com o promotor de seus shows na América do Sul de ir para uma casa que ele tem em uma ilhota no litoral do Brasil, descansar um dia.   Há filas enormes de pessoas que querem saber como fazer com as entradas da noite de quarta-feira, cancelada e trocada pela desta quinta. Segundo a informação, agora oficial, um dos avioõs de Madonna, o que trazia 100 toneladas de equipamentos e vestuários, sofreu uma avaria e teve de parar no Panamá, chegando somente na tarde de quarta a Buenos Aires. Foram necessários 14 caminhões para transportar o equipamento até o estádio.   O problema é a falta de informação: os promotores não se habilitam a devolver o dinheiro de quem não poderá ficar (o show de sábado foi transferido para segunda-feira, Casa de Madonna em Buenos Aires. Foto: Jotabê Medeiros/AEpor exemplo) e também não garantem a quem quer ver o show no novo dia o mesmo lugar pelo qual pagaram.   Madonna foi a um restaurante da cidade na noite de terça, mas não falou com ninguém e nenhum admirador foi contemplado com um sorriso ou um aceno. Dois bailarinos da cantora, que saíram para passear, disseram que o cancelamento do primeiro show (ou o show postergado) não deixou ninguém chateado na equipe artística. Madonna não estaria chateada, garantiram. Os paparazzi também estão a seco em Buenos Aires até agora: as fotos publicadas da cantora até agora são aquelas divulgadas pela presidência da República, fotos oficiais.   O jornal francês Le Figaro divulgou que Madonna, de 50 anos, assinou um contrato de US$ 10 milhões para ser a nova Vuitton Girl 2009, a garota-propaganda da marca. O site Just Jared publicou as primeiras fotos da campanha nesta quinta. Marc Jacobs, estilista da marca, enviou pessoalmente a mensagem para convidar Madonna, que, surpreendentemente, aceitou. Ela fará um trabalho que já foi desempenhado por Jennifer López, Uma Thurman e Scarlett Johansson. Jacobs negou que tenha pagado US$ 10 milhões. "De maneira nenhuma. Por princípio e por causa dos tempos que vivemos".  

Tudo o que sabemos sobre:
MadonnaBuenos Aires

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.