Rafael Arbex/ Estadão
Rafael Arbex/ Estadão

Compadre Washington anuncia turnê conjunta entre Molejo e É o Tchan

Apresentação com hits dos anos 1990 agitou o centro de São Paulo e contou com gritos de 'Fora, Temer!'

João Paulo Carvalho, O Estado de S.Paulo

21 Maio 2017 | 16h47

O cortejo É o Tchan e Molejo foi um dos mais animados desta edição da Virada Cultural. Apesar da forte chuva, o público dançou do início ao fim a enxurrada de hits dos anos 1990. Compadre Washington também anunciou uma turnê conjunta entre Molejo e É o Tchan.

O chamado Cortejo 90 deveria começar na rua Barão de Itapetininga, em frente ao Theatro Municipal. Devido à forte chuva, no entanto, a concentração foi para a avenida Ipiranga, informaram os guardas metropolitanos que estavam nas imediações.

A performance de Anderson Leonardo, Andrezinho, Beto Jamaica e Cumpadre Washington teve gritos discretos de "Fora, Temer!". "O povo gosta é de música assim. Vocês querem é alegria, minha gente!", disse Anderson Leonardo, o vocalista do Grupo Molejo.

Apesar de atrair um bom público, a Virada Cultural tem decepcionado em relação à quantidade de pessoas. A ideia de decentralizar o evento, levando shows para lugares como o Anhembi e a Chácara do Jockey, dispersou as pessoas. Ontem, na abertura do evento, no Anhembi, apenas 4 mil pessoas assistiram à apresentado de Daniela Mercury.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.