Aos 60, Caetano teme imagem de estagnado

Em entrevista a Geneton Moraes Neto, do Fantástico, que vai ao ar no domingo, o cantor e compositor baiano Caetano Veloso disse que só não gosta da idéia dos 60 anos - data que festeja na quarta-feira - porque é um número que passa uma certa "idéia de estagnação". Mas Caetano acrescentou que se sente confortado porque muita gente que faz ou fez trabalhos fundamentais da MPB, como Jorge Ben Jor, Rita Lee, Gilberto Gil e outros, também já estão na casa dos 60.Ele também falou sobre o disco com Jorge Mautner, que chega às lojas no dia 16. Mautner foi um dos grandes ídolos do baiano e, como conta no livro Alegria Alegria, um dos gurus que adotou durante seu exílio em Londres, nos anos 70. Caetano embarca na terça-feira para Santo Amaro da Purificação, para comemorar o aniversário na casa de dona Canô, sua mãe.

Agencia Estado,

02 de agosto de 2002 | 17h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.