Kruse GWS Auctions via Reuters
Kruse GWS Auctions via Reuters

Anel de Elvis, iate de Clapton e gravações de Woodstock se destacam em leilão de Hollywood

Cerca de 300 itens estão incluídos no leilão que será realizado no dia 28 de novembro

Jill Serjeant e Omar Younis, Reuters

13 de novembro de 2020 | 08h27

Um anel de ouro e diamante “TCB” usado por Elvis Presley deve ser vendido por mais de 500 mil dólares em um leilão de suvenires em Los Angeles que vai de guitarras de rock a um conjunto de fitas das gravações originais do festival de Woodstock.

O anel de Elvis é descrito como o primeiro de uma série de anéis com as letras TCB (Cuidando Dos Negócios, em inglês) e emblema de raio que o cantor adotou como mantra em 1969.

“É a quintessência das joias de Elvis”, disse Brigitte Kruse, fundadora da casa de leilões GWS Auctions, acrescentando que acredita que o anel pode conseguir entre 500 mil e um milhão de dólares no leilão de 300 itens de 28 de novembro.

O lote mais caro pode ser uma coleção de fitas originais do festival de Woodstock de 1969 que ficou guardada durante mais de 10 anos no depósito de um produtor e nunca foi posta à venda.

As mais de 700 horas de gravações, avaliadas de forma independente em 1,6 milhão de dólares, incluem apresentações de Jimi Hendrix, Janis Joplin, The Who e dúzias de outros artistas que participaram do que é visto como o pilar da cultura hippie.

Do músico britânico Eric Clapton, estarão à venda seu iate de luxo Va Bene, de 47,5 metros de comprimento, que o guitarrista comprou em 2005 e reformou amplamente três anos depois, deve obter entre 7 milhões e 10 milhões de dólares. 

Kruse disse que é difícil estimar por quanto as fitas de Woodstock podem ser vendidas. “Não há nada que se compare”, disse. “De vez em quando trombamos com estas peças que são realmente excepcionais e coisas que você nem imaginaria que ainda existem.”

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.