Greg Allen/Invision/AP
Greg Allen/Invision/AP

Andrea Bocelli revela que teve coronavírus e doa plasma para pesquisa

O tenor italiano disse que descobriu que estava com covid-19 um mês antes da histórica apresentação da Catedral de Milão

Redação, Ansa

26 de maio de 2020 | 09h17

O tenor italiano Andrea Bocelli disse nesta terça-feira, 26, que contraiu o novo coronavírus e fez uma doação de plasma sanguíneo para um estudo sobre um possível tratamento contra a covid-19. O artista conversou com jornalistas do lado de fora do Hospital Cisanello, em Pisa, na Toscana, e disse não ter tido nenhum sintoma além de febre leve. Sua esposa e seus filhos também contraíram o vírus.   

Segundo Bocelli, ele descobriu a infecção no dia 10 de março, quando entrou em vigor a quarentena nacional na Itália. Cerca de um mês depois, ele faria uma histórica apresentação na Catedral de Milão, vazia por causa da pandemia.   

“Fiz o exame e vi que estava positivo. Sinceramente, quando descobri, em 10 de março, pulei na piscina porque me sentia bem”, disse o tenor.   

A Empresa Hospitalar-Universitária de Pisa (Aoup) conduz um estudo sobre a eficácia do plasma de pacientes curados da covid-19 no tratamento de pessoas infectadas – a parte líquida do sangue carrega os anticorpos necessários para combater a doença.   

Essa terapia já vem sendo testada em diversos hospitais do país e também é alvo de um estudo de âmbito nacional liderado pelo Instituto Superior da Saúde (ISS) e pela Agência Italiana de Remédios (Aifa).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.