Amy Winehouse volta a ensaiar show em homenagem a Mandela

Cantora britânica, entretanto, continua indo ao hospital para dar prosseguimento a seu tratamento médico

Da Redação com Efe,

24 de junho de 2008 | 13h01

Após passar vários dias hospitalizada, a cantora britânica Amy Winehouse voltou a ensaiar para poder participar de seus próximos compromissos: o show de comemoração pelos 90 anos de Nelson Mandela e o festival de Glastonbury. Veja também:Mandela chega a Londres para comemoração de seus 90 anosAmy Winehouse tem problemas pulmonares e cardíacos Segundo a cadeia britânica BBC, Amy continua indo ao hospital para dar prosseguimento a seu tratamento médico. Mitch Winehouse, pai da cantora, afirmou na segunda que ela sofre de enfisema pulmonar em estágio inicial. Contudo, o porta-voz de Amy, Chris Goodman, negou a doença. "Se ela continuar fazendo coisas erradas, aí sim isso pode se tornar um enfisema. Se ela fizer as coisas certas, não", declarou à revista People nesta terça. Médicos já alertaram que fumar é uma das "coisas erradas" que Amy pode fazer. Mesmo assim, a cantora foi flagrada com um cigarro na boca durante uma de suas saídas da clínica.  Shows Um porta-voz da cantora de Rehab confirmou nesta terça que ela voltou a trabalhar, e que tudo indica que participará dos shows marcados até o momento, mas disse que sua apresentação ainda depende do "sinal verde" dos médicos. O show para comemorar os 90 anos de idade, que o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela completará em 18 julho, está marcado para esta sexta. Já o festival de Glastonbury acontecerá entre os dias 27 e 29 deste mês. Amy também tem ainda uma apresentação marcada para o dia 4 de julho, no Rock in Rio Madri. Além disso, o jornal britânico Daily Mirror informou que os organizadores do show de Mandela afirmaram que não houve modificações na lista de participantes, mas não descartam a aparição surpresa de outros artistas. Amy foi internada na semana passada em um hospital após desmaiar. "Os médicos disseram a ela que se voltar a usar drogas, isso não acabará só com a voz dela, mas a matará", contou o pai da cantora. A artista, de 24 anos, prometeu deixar as drogas e fazer um tratamento de desintoxicação, mas seu pai teme que seu círculo de amizades a faça descumprir sua palavra.

Tudo o que sabemos sobre:
Amy WinehouseNelson Mandela

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.