Amy Winehouse leva cinco prêmios e é destaque do Grammy

Brasileiros Gilberto Gil, Céu e Bebel Gilberto perderam o prêmio para a africana Angelique Kidjo

Efe,

11 Fevereiro 2008 | 04h08

A cantora britânica Amy Winehouse, levou cinco dos seis prêmios aos quais foi indicada, neste domingo, 10, e foi a grande vencedora na festa do Grammy Awards realizada em Los Angeles. Amy, que participou da cereimônia via satélite, cantando de Londres, ficou entre outros, com o prêmio de melhor canção do ano, por Rehab e álbum pop, por Black to Black. Outros grandes vencedores desta 50.ª edição do Grammy  foram o rapper Kanye West, que tinha o maior número de indicações, oito, e levou quatro troféus, entre eles, o de melhor álgum de rap por Graduation, performance de rap por Good Life e canção de rap, por Good Life. O pianista americano Herbie Hancock surpreendeu ao levar quatro prêmios, entre eles, o de melhor disco do ano, por River: The Joni Letters. Bruce Springsteen ficou com três prêmios, entre eles o troféu de melhor canção de rock, por Radio Nowhere.     Veja também: Veja show da Amy Winehouse no YouTube Amy Winehouse vence Grammy de Melhor Canção do ano Obama derrota Clinton no Grammy 2008 Cantora africana tira Grammy de Gil, Céu e Bebel Gilberto Galeria de fotos   Amy Whinehouse não pôde participar da cerimônia realizada no Staples Center de Los Angeles, porque não recebeu visto para entrar nos Estados Unidos, por conta de seus envolvimentos com drogas. Ela foi premiada nas categorias: melhor canção, gravação do ano, artista revelação, melhor álbum pop vocal, e melhor artista pop vocal feminina.   Herbie Hancock venceu, contra todas as previsões, o prêmio mais importante da noite, o Grammy de Melhor Disco do Ano, por seu trabalho River: The Joni Letters. Também disputavam na principal categoria o grupo de rock Foo Fighters com Echoes, Silence, Patience and Grace; Vince Gill, com These Days; Kanye West, com Graduation e Amy Winehouse, com Back to Black.    Alejandro Sanz, Juan Luis Guerra, Calle 13, Black: Guayaba y Los Tigres del Norte levaram estatuetas nas categorias de música latina. Os cantores brasileiros Gilberto Gil, Céu e Bebel Gilberto perderam o prêmio Grammy para o qual seus álbuns Gil Luminoso, Céu e Momento haviam sido indicados. O escolhido para melhor disco de World Music foi o da cantora africana Angelique Kidjo, por Djin Djin.   Um dos destaques da cerimônia foi a presença do ex-Beatle Ringo Star, que entregou o prêmio de melhor álbum country a Vince Gill, por These Days. Já o melhor álbum de rock ficou com o grupo Foo Fighters, por Echoes, Silence, Patience and Grace, e o prêmio de melhor canção de rock ficou com Bruce Springsteen, por Radio Nowhere, do álbum Magic. A dupla Meg e Jack White, do The White Stripes, não ficou de fora desta 50.ª edição e levou o troféu de melhor música alternativa por Icky Thump.     Confira a lista dos principais prêmios:   Gravação do Ano: "Rehab", de Amy Winehouse.   Álbum do Ano: "River: The Joni Letters", de Herbie Hancock.   Canção do Ano: "Rehab", de Amy Winehouse.   Artista Revelação: Amy Winehouse.   Álbum de Pop Instrumental: "The Mix-Up", dos Beastie Boys.   Álbum de Pop Vocal: "Back To Black", de Amy Winehouse.   Gravação de Dance: "LoveStoned/I Think She Knows", de Justin Timberlake.   Álbum de Electronic/Dance: "We Are The Night", de The Chemical Brothers.   Álbum de Pop Vocal Tradicional: "Call Me Irresponsible", de Michael Bublé.   Canção de Rock: "Rádio Nowhere", de Bruce Springsteen (do álbum "Magic").   Álbum de Rock: "Echoes, Silence, Patience and Grace", do Foo Fighters.   Álbum de Música Alternativa: "Icky Thump", de The White Stripes.   Canção de R&B: "No One", de Dirty Harry, Kerry Brothers e Alicia Keys.   Álbum de R&B: "Funk This", de Chaka Khan.   Canção de Rap: "Good Life", de Aldrin Davis, Mike Dean, Faheem Najm e Kanye West.   Álbum de Rap: "Graduation", de Kanye West.   Álbum de Country: "These Days", de Vince Gill.   Álbum de Pop Latino: "El tren de los momentos", de Alejandro Sanz.   Álbum de Rock Latino ou Alternativo: "No hay espacio", de Black:Guayaba.   Álbum Latino Urbano: "Residente o Visitante", de Calle 13.   Álbum Latino Tropical: "La Llave de Mi Corazón", de Juan Luis Guerra.   Álbum Mexicano ou México-Americano: "100% Mexicano", de Pepe Aguilar.   Álbum Texano: "Before The Next Teardrop Falls", de Little Joe & La Família.   Álbum Nortista: "Detalles y emociones", de Los Tigres del Norte.   Álbum de Banda: "Te va a gustar", de El Chapo.   Álbum de Blues Contemporâneo: "The Road to Escondido", de J. Cale e Eric Clapton.   Álbum de Reggae: "Mind Control", de Stephen Marley.   Trilha Sonora: "Ratatouille", de Michael Giacchino.   A lista completa está disponível no site do Grammy.   Matéria alterada às 9h40 com novas informações.    

Mais conteúdo sobre:
Grammy Awards

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.