Amy Winehouse é levada às pressas para hospital em Londres

Vencedora do Grammy dá entrada no setor de emergência; porta-voz diz não saber razão da internação

Associated Press,

28 de julho de 2008 | 18h59

O porta-voz de Amy Winehouse, 24, afirmou nesta segunda-feira, 28, que a vencedora do Grammy deu entrada no setor de emergência de um hospital em Londres. Chris Goodman informou que uma ambulância levou a cantora de sua casa no norte de Londres ao Hospital Universitário. Ele disse não saber a razão da internação.   Veja também: Amy Winehouse ganha estátua de cera no Madame Tussauds   Segundo a revista People, Amy sofreu  uma reação alérgica à medicação nesta tarde e segundo os médicos deverá passar a noite no hospital em observação, mas deverá receber alta amanhã.   O sucesso da carreira musical de Amy tem sido encoberto por sua tumultuada vida pessoal de escândalos com drogas e álcool. Segundo seu pai, a cantora já teve início de enfisema pulmonar, provocado por seu vício em cigarros e cocaína, o que a levou a passar mais de dez dias hospitalizada no mês passado.    A seus problemas de saúde se soma a condenação a 27 meses de prisão imposta por um tribunal londrino a seu marido, Blake Fielder-Civil, por agredir o dono de um pub da capital britânica e depois lhe oferecer dinheiro para que retirasse a acusação.   Mesmo com suas conturbações pessoais, Amy mantém seu prestígio como cantora. Nesta segunda, 28, a agência de notícias Ansa divulgou que o príncipe Azim, de Brunei, no sudeste asiático, uma das pessoas mais ricas do mundo, ofereceu cerca de US$ 2 milhões por um show particular da cantora.  

Tudo o que sabemos sobre:
Amy Winehouse

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.