Amy Winehouse cancela show no Grammy após ter visto rejeitado

A cantora britânica de soul AmyWinehouse, que entrou em uma clínica de reabilitação no mêspassado por problemas com drogas, não fará uma apresentaçãocomo planejado para a cerimônia do Grammy neste ano, após aembaixada dos Estados Unidos em Londres ter rejeitado seupedido de visto. Um porta-voz relatou em comunicado nesta quinta-feira que acantora de 24 anos tem "progredido bem desde que entrou naclínica de reabilitação há duas semanas". "Embora tenha ficado decepcionada, (ela) aceitou a decisãoe vai se concentrar em sua recuperação." "Amy tem sido bem e justamente tratada pela equipe daembaixada, e agradece a todos pelo apoio na tentativa de fazerisso acontecer. Haverá, claro, outras oportunidades e ela buscavisitar a América no futuro próximo." Winehouse foi indicada para seis prêmios Grammy, queocorrerá em Los Angeles no domingo. Ela é uma das artistas britânicas com melhor vendagem dediscos, conquistando sucesso de crítica e vendas com seu disco"Back to Black". Mas o envolvimento de Winehouse na festa do Grammy é umadúvida há meses por causa de sua prisão por posse de maconha,na Noruega, ano passado. A cantora nega ter algo a ver com o entorpecente e disseque ela assinou contra sua vontade um documento aceitando umamulta. Ela também apareceu em um vídeo mês passado, no qual elasupostamente estaria fumando craque. Winehouse foi internada em clínicas de reabilitação duasvezes em 2007, segundo a mídia britânica, mas saiu nos doiscasos antes de o tratamento ser finalizado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.