AP
AP

Amy se diz inocente da acusação de agressão a fã na Inglaterra

Cantora é acusada de ter dado soco em fã em setembro; julgamento foi marcado para julho

Agências internacionais

17 de março de 2009 | 09h49

A cantora britânica Amy Winehouse se declarou inocente da acusação de agressão a uma fã em uma audiência nesta terça-feira, 17, em um tribunal de Londres. Ela responde a processo por tentar agredir Sherene Flash, de 30 anos, quando esta tentava tirar uma foto da cantora em uma festa de caridade em Londres em setembro. A cantora foi liberada sob fiança. O juiz da Corte de Westminster disse que a cantora, de 25 anos, será julgada em julho.

Amy chegou atrasada ao tribunal e posou e sorriu para fotógrafos antes de entrar no fórum. Perguntada sobre seu nome completo, ela deu seu nome de casada "Amy Jade Civil", apesar de ter se separado em novembro último. O pai da cantora, Mitch, acusa o ex-marido de Blake Civil  viciá-la em drogas.

A cantora ganhou cinco prêmios Grammy em 2008 e seu segundo álbum, "Back to Black" foi aclamado pela crítica. Na vida privada, seus problemas com drogas têm obscurecido a fama. No começo deste mês, ela teve o visto de entrada negado nos EUA e não pôde se apresentar no festival de Coachella, ao lado de estrelas como Paul McCartney e The Killers

Tudo o que sabemos sobre:
Amy Winehouse

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.