Nadja Kouchi
Nadja Kouchi

‘Amor, amor...’

A abertura da coluna já diz a que veio... Eu aposto que você já usou uma dessas músicas para declarar seu amor. 

Roberta Martinelli, O Estado de S.Paulo

12 Junho 2018 | 02h00

“Hoje eu ouço as canções que você fez pra mim.”

“Por causa de você, bate meu peito.”

“Você é linda, mais que demais, você é linda sim.”

“Eu sei que vou te amar, por toda a minha vida eu vou te amar...”

“Meu coração, não sei por que, bate feliz quando te vê...”

“Se você quer ser minha namorada, ah que linda namorada você poderia ser.”

“Preciso dizer que te amo, te guardar ou perder sem engano.”

“E no meio de tanta gente eu encontrei você, entre tanta gente chata e sem nenhuma graça você veio.”

“Uhhhhh eu quero você, como eu quero.”

NOSSOS CLICHÊS 

A abertura da coluna já diz a que veio... Eu aposto que você já usou uma dessas músicas para declarar seu amor. 

Hoje é Dia dos Namorados, uma data comercial, eu sei, você sabe, sabemos. Outro dia, estava conversando com os ouvintes do programa na Rádio Eldorado, durante a transmissão via Facebook e estávamos decidindo o que fazer na data, e o João Gusmão (um ouvinte querido que eu apelidei de meu assistente), escreveu: “Vamos celebrar o dia do amor, pois isso tem e namorado tá faltando”.

Então hoje, comecei a pensar em canções de amor, essas que já foram muito usadas e as que estão chegando para enfeitar os relacionamentos e que provavelmente, nesse mesmo dia, numa coluna em 2028 já estarão na abertura como clichês de casais. Assim espero. Assim será. 

“Eles não vão vencer, baby, nada há de ser em vão, antes dessa noite acabar dance comigo, a nossa canção.” Flutua de Johnny Hooker e Liniker, muitos casais já se beijaram nesse momento; “Quando te vi passar fiquei paralisado, tremi até o chão como um terremoto no Japão...”, Pra Sonhar do Marcelo Jeneci que já está presente em vários casórios. “Só sei dançar com você, isso é o que amor faz”, Tulipa Ruiz que no primeiro disco, Efêmera, gravou essa música com participação do Zé Pi, deve ter formado belos pares na pista. Linn da Quebrada, que no seu disco Pajubá tem a música Enviadescer: “Se você quiser ficar comigo boy, vai ter que enviadescer”. “Eu te vi nas artes plásticas, você mexeu demais comigo, tu é o revival do marinheiro, cê sabe circular”, não imagino quantos encontros em exposições pintarão por aí ao som de Letrux

As canções que eram deles viram as nossas, dos nossos momentos, dos nossos encontros, dos nossos amores. Mauricio Pereira em seu novo disco, Outono no Sudeste, na faixa A Mais (Rubião Blues), canta “eu quero te dar o céu, a arte, as chaves da porta, as canções de amor mais bonitas do mundo” – que a gente consiga compartilhar essas canções tão maravilhosas com amores, amigos, família e com a gente mesmo. 

Qual a sua canção de amor mais bonita do mundo?

MÚSICA DA SEMANA: ‘Eu Te Amo’

Composição de Chico Buarque e Tom Jobim que ganhou uma lindíssima versão no primeiro disco da Maria Beraldo, instrumentista que lança agora Cavala, com produção dela e do Tó Brandileone. Escolhi essa versão, mas a real é que você tem de ouvir o disco todo. Já está disponível!

 

Mais conteúdo sobre:
Dia dos Namorados música

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.