Amigos rendem tributo a João Nogueira

Estava marcado. Nesta terça e quarta-feira, no Tom Brasil, João Nogueira gravaria seu 19º álbum. Seria um disco ao vivo, com parceria dos amigos Zeca Pagodinho, Emílio Santiago e Dona Ivone Lara, entre outros. João pretendia relembrar sucessos e mostrar a todos que nem mesmo o hiato dos anos 90 podia abalar a carreira vitoriosa que construiu. Na semana passada, um enfarte fulminante abortou o projeto.A morte de João Nogueira, aos 58 anos, pegou a todos de surpresa. Contudo, os amigos escalados para participar da apresentação resolveram não deixar o momento passar em branco. Participam de um tributo, nos mesmos dias em que João se apresentaria, e no mesmo Tom Brasil. Carlinhos Vergueiro irá conduzir as duas apresentações. No primeiro dia, cantam Beth Carvalho, Emílio Santiago, Arlindo Cruz e Sombrinha, o filho Diogo Nogueira, o sobrinho Didu Nogueira e a irmã Gisa Nogueira; no segundo, Zeca Pagodinho, João Bosco, Dona Ivone Lara e novamente os familiares. Das atrações previstas, com certeza a participação do filho Diogo Nogueira é das que deixariam João extremamente emocionado. Aos 19 anos, Diogo não pretende seguir a carreira do pai. Joga futebol no time-escola do artilheiro da seleção tricampeã de 1970, Jairzinho, no Rio de Janeiro. "A última vez que cantei foi com a Dora Vergueiro, filha do Carlinhos Vergueiro, no Mistura Fina", conta. Nos shows Diogo irá interpretar E lá vou eu e Espelho, sucessos do pai.Em entrevista ao Estadao.com.br, Diogo relata que João Nogueira estava muito ansioso nas semanas que antecederam à sua morte. Pretendia fazer grandes apresentações no Tom Brasil. "Ele ia voltar com tudo, mas infelizmente, aconteceu", lamenta. Não cancelar o espetáculo e reunir os convidados em um tributo foi idéia do produtor Tulio Feliciano. "Pelo que vi nos ensaios, será um grande show." Tulio Feliciano até cogitou o cancelamento do espetáculo. Por fim, resolveu reestruturá-lo. Serão oito diferentes entradas. Em cada uma delas, uma característica presente na obra de João Nogueira. O filho Diogo aprovou as idéias do produtor. Sabe que se João estivesse vivo, também aprovaria o tributo. "Ele queria muito fazer esse show."Samba no Tom: Hoje e amanhã, às 21 horas na Tom Brasil (Rua das Olimpíadas, 66) De R$ 25,00 a R$ 50,00. Informações pelo telefone: 3845-2326.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.