Amigos defendem McCartney das acusações de Heather Mills

Os amigos de Paul McCartney defenderam o músico das acusações de sua ex-mulher, Heather Mills, segundo as quais a maltratou física e psicologicamente durante seu casamento, informa hoje a imprensa britânica.Um novo capítulo da novela do divórcio do ex-Beatle e Heather Mills começou na semana passada, quando a imprensa britânica publicou documentos supostamente entregues pela ex-modelo a um tribunal nos quais acusava o músico de se comportar de forma violenta com ela.Para Geoff Baker, um empregado de McCartney, "chamar Paul de agressor é a acusação mais absurda que se possa fazer"."Eu estive com eles durante os quatro anos que Mills diz que ocorreu tudo e nunca o vi levantar um dedo contra ela ou maltratá-la", diz Baker, que assegura que o que a ex-modelo diz são "mentiras".Baker também negou que o artista tenha empurrado sua mulher grávida contra uma banheira durante a visita que fizeram a Roma, em maio de 2003, e que ficasse violento após fumar maconha.Para o editor e amigo de McCartney durante mais de 40 anos, Joe Flannery, "Paul não é um homem violento e, quando é provocado, nunca recorre à violência".Flannery, que vive em Liverpool, no noroeste da Inglaterra, lembrou que o bem-estar de Mills parecia ser a principal preocupação de McCartney durante uma visita que o casal lhe fez há três anos quando Mills estava grávida de sua filha Beatrice.Por outro lado, uma jornalista da revista humorística Private Eye, que também se chama Heather Mills, acusou a ex-modelo de tentar se passar por ela durante mais de um ano na década de 90.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.