Amigos dão voz ao samba de João Nogueira

O último projeto de João Nogueira, um dos nossos mais importantes sambistas e responsável pela criação de uma nova maneira de intepretar o samba de morro carioca, chega agora no CD João Nogueira Através do Espelho. Como lembra Tulio Feliciano, diretor-geral do projeto, João Nogueira queria, desde 1999, reunir sua obra na voz de companheiros ilustres e fazer assim um auto-tributo. João morreu uma semana antes da data prevista para a reunião.Nos dias 13 e 14 de junho do ano passado, Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Emílio Santiago, Carlinhos Vergueiro, Arlindo Cruz e Sombrinha e Dona Ivone Lara se juntaram à família Nogueira, a irmã Gisa, o sobrinho Didu e Diogo, o filho, e cantaram algumas músicas do sambista, todas com arranjos de Jorge Simas. O resultado, para quem não estava na platéia daquele dia, sai agora pelo selo Jam Music.Chico Buarque e João Bosco se uniram em estúdio ao seleto grupo e interpretaram Poder da Criação, parceria de João com Paulo César Pinheiro, e Nó na Madeira, de João e Eugênio Monteiro. Espelho, a mais popular músicas de João e que conta a saga do menino que cedo ficou órfão e acabou por virar sambista, é aqui interpretada acertadamente pelo filho do compositor, Diogo Nogueira.Clube do Samba, de Didu e Dona Ivone Lara, é outro destaque. Diogo e Didu têm um timbre de voz muito semelhante ao de João Nogueira, mas falta-lhes um quê da ginga característica de João. Sua interpretação única, com a divisão rítmica que revolucionou o samba moderno, ficou de fora da obra. Não custava nada, nesta homenagem, ter incluído uma ou duas faixas na voz de João.A não ser pela apresentação do show, a segunda faixa do CD, o disco todo é bem trabalhado. O encarte, apesar da confusão de fontes sobrepostas às letras e fotos, traz uma curiosa fotobiografia de João, desde os tempos de menino, no Méier, até o as últimas apresentações, com retratos ao lado de Elizeth Cardoso e Clara Nunes.Vale ressaltar que o disco foi gravado na semana da morte de João, num tempo em que sua falta não poderia ser bem dimensionada e que, agora, passado um ano, fica aquém do homenageado. Os arranjos, ensaios e produções foram feitos a toque de caixa e portanto consolidam-se muito mais como uma celebração do amigo do que como um tributo definitivo. Mas, justamente porque é um trabalho datado, emocionado e o primeiro após sua morte, é valioso.João Nogueira - Através do Espelho - Jam Music, gravado ao vivo no Tom Brasil, São Paulo, nos dias 13 e 14 de junho de 2000. Preço sugerido: R$ 19.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.