Americanos preparam-se para o "verão da música"

Pela primeira vez em muitos anos os festivais de música europeus não vão fazer tanta inveja aos americanos. Uma série de turnês vai tomar conta do verão do país com atrações diversificadas, organizadas em shows individuais ou em grupo. Da aguardada Drowned World Tour, de Madonna, à TRL Tour, da MTV, comandada por Destiny´s Child, a temporada tem música para todos os gostos. E a internet torna-se cada vez mais indispensável na hora de saber tudo sobre os eventos.Entre os festivais, o evento que mais vem chamando atenção, pelo caráter de novidade e por conta da versatilidade de suas atrações é o Area: One, organizado por Moby. Contando com Outkast, a cantora Nelly Furtado, o grupo The Roots, o DJ Paul Oakenfold e a aguardada volta do New Order, além, é claro, do organizador, o evento está sendo considerado o mais importante desde o Lollapalooza, nos anos 90. Serão várias tendas com atrações que variam do hip hop à eletrônica, passando pelo pop (http://www.areafestival.com).A TRL Tour, organizada pela MTV, aproveitando o sucesso do programa Total Request Live, é voltada aos adolescentes. Além do trio feminino do momento, o Destiny´s Child, a turnê vai ter apresentações de atrações teen de segunda linha, como a cantora Jessica Simpson e o grupo Dream, mas também conta com a rapper Eve. A esperança da emissora é atrair as garotas adolescentes que se identificamn com o "girl power" de Destiny´s Child e os garotos que adoram a pouca roupa das três intérpretes (http://mtv.com).Os fãs do rock pesado terão mais uma edição da Ozzfest; os alternativos contam com a Warped Tour; e os amigos do metal ganham a Glam Slam Metal Jam. Ozzy Osbourne convidou Marilyn Manson, Slipknot e Papa Roach, entre outros, para a Ozzfest, que está em sua sexta edição e traz o Black Sabbath pela terceira vez (http://www.ozzfest.com). A Warped conta com Rollings Band, Rancid, Less Than Jake e Misfits, entre outros, na sétima edição do evento que também tem pistas de skate, apresentações de esportes radicais e muita tatuagem. É o melhor negócio do verão, já que os ingressos custam apenas US$ 20 (http://warpedtour.launch.com). Os integrantes do Poison convidam Quiet Riot e Vince Neil, do Mötley Crüe, para a Glam Slam, que promete resgatar o clima e os cabelos armados dos anos 80 (http://poisonweb.com).O verão ganha até o primeiro festival gay de que se tem notícia no mainstream. Os ingleses do Pet Shop Boys dividem as atenções com Sinéad O´Connor (que revelou ser lésbica no ano passado), o cantor Rufus Wainwright e a banda dos anos 80 Soft Cell no Wotapalava, que vai ter três palcos simultâneos e atrações locais (http://wotapalava.com).Quem não estiver no clima de festivais (novos eventos ainda devem ser anunciados) pode também acompanhar as inúmeras "turnês-solo" que se estendem pelo verão americano. Durante junho, julho e agosto, é possível ver Madonna (http://www.madonnamusic.com), U2 (http://u2.com), Aerosmith (http://aerosmith.com), Radiohead (http://hollywoodandvine.com/radiohead), Oasis com Black Crowes (http://theblackcrowes.com), Janet Jackson (http://janetjackson.com), Backstreet Boys (http://backstreetboys.com), Dave Matthews Band (http://www.dmband.com), ´N Sync (http://www.nsync.com), Dido (http://didomusic.com), Sade (http://sade.com) e Rod Stewart (http://rodstewartlive.com), entre outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.