Alexandre Pires é o fenômeno latino da vez

Quando ficou sabendo que se suas mulheres encurtassem o vestido e turbinassem o requebrado teriam trilhado meio caminho rumo ao estrelato nos Estados Unidos, a América Latina preparou sua remessa. A Colômbia mandou Shakira, Porto Rico enviou Jennifer Lopez e o Equador deu graças por ter Christina Aguilera. A dinastia das "chicanas", que dura mais de uma década, ignorou o Brasil solenemente. Sandy, com ar de santa, fez cócegas nos americanos quando lançou um disco por lá com o irmão Júnior. Kelly Key, para seu bem, nunca pensou no assunto.Sem silicone nos seios e carente dos atributos naturais de uma J.Lo, Alexandre Pires é o nome brasileiro mais forte no atual pop norte-americano. Os críticos que o detestam sempre se contorcem quando recebem tais notícias e mesmo seus fãs da época em que cantava no grupo Só Pra Contrariar foram maiores por aqui. Mas, se os fatos não mentem, é dele mesmo o trono. Um trono que, diga-se, tem como súditos muitos brasileiros e outros latinos que vivem nos Estados Unidos.A Hot Latin, parada chicana da revista Billboard o colocou em primeiro lugar com a música Ama-me. A mesma revista, uma espécie de termômetro do show biz americano, o indicou a quatro prêmios musicais importantes em um celebração marcada para o próximo dia 8, em Miami. Seu disco Estrela Guia, previsto para sair em junho no Brasil, vendeu 120 mil cópias em uma semana nas lojas dos Estados Unidos. O mesmo álbum foi lançado em 25 países de língua espanhola. Hoje o artista está no México. Assim que der suas entrevistas e participar de programas nas televisões por lá, segue para Los Angeles.O "Shakira" brasileiro1º lugar na Hot Latin (parada latina) da revista Billboard Contrato com a agência de artistas William Morris - que cuida de Eminem, Whitney Houston e Mariah Carey Indicado a quatro prêmios pela revista Billboard 120 mil discos vendidos nos Estados Unidos em uma semana Clipe de Ama-me gravado em Isla Victoria, Argentina Disco em espanhol lançado em mais de 25 países Um dos artistas mais executados em rádios mexicanas Disco de platina dupla (500 mil cópias) na Argentina Disco de platina tripla no Uruguai Com o Só Pra Contrariar, vendeu 10 milhões de cópias A maré só está a favor. As negociações foram feitas e já é dada como certa a contratação de Pires pela Willian Morris, a gigantesca agência artística que toma conta de Luis Miguel, Mariah Carey, Eminem e Whitney Houston. Aí a brincadeira acaba. Na Morris, Alexandre Pires deixa de ser visto como um forasteiro tentando a sorte em outro país e começa a ser batizado em uma espécie de naturalização, como ocorreu com o porto-riquenho Rick Martin. A agência colocará seu rosto em campanhas publicitárias - uma delas já está praticamente fechada - em grandes jornais e revistas e agendará seus shows no exterior.Alexandre Pires foi uma espécie de supra sumo do pagode romântico, um gênero que cresceu e agonizou nos anos 90 sem deixar grandes resquícios. Grupos que estouraram em vendas - como Soweto, Negritude Jr. e Exaltasamba - ou sumiram da mídia ou realmente desapareceram do mapa. Pires foi hábil ao saber não afundar com o barco. Anunciou sua saída para virar cantor romântico e deixou o abacaxi nas mãos de Fernando, o irmão. O Só Pra Contrariar ainda não emplacou na nova formação, mas sua gravadora tem trabalhado para que isso aconteça na mídia.O curioso é que Alexandre Pires, versão solitário, também não emplacou tanto assim por aqui. Sua gravadora diz que os números de vendagem de seu primeiro disco-solo, lançado no Brasil no ano passado, não são significantes. A música de Pires ainda não consegue ser maior do que o noticiário de futilidades que envolve o artista por aqui. Na semana passada, o cantor se viu obrigado a desmentir que estaria preparando o casamento com a namorada Sheila Mello. "Nunca me intrometi na carreira de Sheila. Se está saindo do grupo É o Tchan é por outros motivos, não porque vamos nos casar."Os Estados Unidos, em contrapartida, aprendem a consumir o "samba lover" em que o cantor se tornou. Seus shows trazem músicas em espanhol do disco novo e também clássicos da música brasileira que agradam estrangeiros. A estratégia chamou atenções. Na Billboard, sua canção Usted se me Llevó la Vida ficou em 6º lugar. Necessidad ficou em 2º. Que venham as aulas de inglês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.