Alex Góes lança seu segundo CD

Depois do lançamento na Bahia, o cantor e compositor Alex Góes tenta emplacar, em circuto nacional, o segundo CD de sua carreira, Em Busca de Vida Inteligente no Planeta Terra, pela Seven Music. O músico faz parte da geração pop baiana e procura imprimir isso no novo álbum. São 17 faixas, compostas por ele - uma em parceria -, em que experimenta diferentes variações do ritmo: pop-rock, pop-jazz, pop-eletrônico. "Não queria que as pessoas chegassem à quinta canção e achassem que todas são iguais", explica.Duas delas, So Long e Will Anyone Listen?, têm letras em inglês, herança da temporada que passou nos EUA.Em Busca de Vida... é considerado por Alex Góes um trabalho mais autoral do que o primeiro CD, Pop na Veia. Desta vez, o músico participou de todo o processo de concepção do disco, desde a criação de arranjos e composições até a elaboração gráfica da capa. Ao contrário do que aconteceu em Pop na Veia, lançado em 1999 e que contou com as participações de Leo Gandelman e Roupa Nova. "A parte técnica ficou bacana. Mas apesar de as letras e os arranjos terem sido feitos por mim, saiu com a cara das pessoas que participaram do CD."Com 12 anos, Alex Góes iniciou-se no violão. Experimentou ainda o piano e, logo em seguida, passou para o teclado. Em 1987, partiu para os EUA, onde estudou psicologia no California State University. Nesse mesmo período, a música era apenas um hobby e montou, em sua casa, um estúdio caseiro.Com influências que vão de Elton John a Lulu Santos, Alex começou a compor músicas. Resolveu, então, largar dois anos e meio de Psicologia e se matricular no Colorado Institute of Art, em Denver, onde cursou Music and Video Business. Nos EUA, o músico conta que escreveu pelo menos cem músicas, a maioria em inglês.De volta ao Brasil em 93, procurou gravadoras que se interessassem por suas letras. Até então, ele só pensava em ficar nos bastidores, como compositor.Sem gravadora, no fim daquele ano, o músico formou uma banda em Salvador e organizou um repertório de show com algumas músicas próprias e outras já conhecidas. Em 94, decidiu subir no palco e gostou da experiência. "Depois de cantar a primeira música, você não pensa mais em parar."Passou a fazer apresentações em bares e casas noturnas na Bahia, até decidir gravar no Rio o primeiro disco, independente, Pop na Veia. Há seis meses, lançou o segundo CD e enviou um exemplar para Gilberto Gil. Alex lembra, satisfeito, a citação que o ídolo fez de seu trabalho durante uma entrevista na MTV. "Perguntaram para Gil o que ele estava ouvindo recentemente", relata. "E ele respondeu: ´Um menino novo, chamado Alex Góes.´"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.