Divulgação
Divulgação

Álbum ‘Time Out’ será revisto no Sesc Pinheiros

Projeto Audições Históricas, de Lupa Santiago, vai reler em show a obra de Dave Brubeck faixa a faixa

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2016 | 21h01

O guitarrista Lupa Santiago leva nesta sexta (17), às 21h, o projeto Audições Históricas ao palco do Sesc Pinheiros. Desta vez, vai destrinchar nota por nota do álbum Time Out, histórica gravação do pianista Dave Brubeck, de 1959. Formou, para isso, um grupo de músicos capazes da tarefa: a pianista Debora Gurgel, o baterista Edu Ribeiro, o saxofonista Nailor Proveta e o contrabaixista Paulo Paulleli.

Lupa já teve sucesso de bilheteria ao fazer primeiro o projeto com Miles Davis (Kind of Blue) e o segundo, sobre a máxima obra de John Coltrane, A Love Supreme. Time Out, um disco feito por um grupo de músicos brancos (algo com reflexos imediatos quando se fala em jazz) se tornou um dos discos mais populares do mundo e, apesar das críticas negativas à época, convenceu logo a comunidade musical de sua importância. Ele trouxe, pela primeira vez com tamanha força, a “quebradeira” de tempos nada usuais no jazz, como o cinco por quatro (de Take Five) e o nove por oito (de Blue Rondo a la Turk). O disco foi gravado em três sessões, de junho a agosto de 1959.

“Foi este disco que trouxe as métricas ímpares em caráter definitivo para o jazz”, diz Lupa. “Até 1945, não havia o três por quatro no jazz, nem Charlie Parker gravou nesse tempo.” A escolha dos músicos brasileiros também respeitou a natureza de Time Out.

Tudo o que sabemos sobre:
Take Five

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.