Pablo Porciuncula/AFP
Pablo Porciuncula/AFP

Álbum póstumo de Chuck Berry será lançado no dia 16 de junho

Desde 1979, o cantor não fazia um álbum de estúdio; 'Chuck' é dedicado a sua esposa, Themeta Barry

EFE

23 Março 2017 | 09h27

O álbum que Chuck Berry deixou gravado antes de morrer, no sábado passado, 18, será lançado no dia 16 de junho sob o título Chuck, informou nesta quarta, 22, o perfil oficial do músico no Facebook.

Foi divulgado nesta quarta o primeiro single do álbum, Big Boys, que conta com as colaborações de Tom Morello, guitarrista de Rage Against the Machine, e do cantor Nathaniel Rateliff.

No dia 18 de outubro, coincidindo com seu 90º aniversário, Chuck Berry anunciou Chuck com o selo Dualtone Records, seu primeiro trabalho de estúdio em quase quatro décadas desde Rock It, de 1979.

"Este disco é dedicado à minha amada Toddy. Querida, estou ficando velho. Trabalhei neste disco muito tempo. Agora já posso descansar", disse o músico em alusão à esposa, Themeta Berry, com quem estava casado desde 1948.

Chuck será composto por dez novas faixas, oito delas escritas pelo próprio artista. O álbum, produzido por Berry, foi gravado em vários estúdios de Saint Louis (Missouri) junto à banda habitual: seus filhos Charles Berry Jr. (guitarra) e Ingrid Berry (vozes e gaita), junto a Jimmy Marsala (baixo), Robert Lohr (piano) e Keith Robinson (bateria).

Além de Morello e Rateliff, Chuck contará com as colaborações de Gary Clark Jr. e de Charles Berry III, neto do lendário artista.

"Trabalhar no álbum do meu pai foi uma das melhores experiências da minha vida. Guardarei para sempre as conversas musicais que tivemos e o tempo que passamos juntos", disse Charles Berry Jr.

Mais conteúdo sobre:
Chuck BerryFacebook

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.