Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Afônico, cantor do Muse sofre para segurar a onda no Lollapalooza

Incluir 'Lithium', do Nirvana, não foi uma boa ideia do vocalista Matt Bellamy, que pouca gente conseguiu ouvir

Jotabê Medeiros, O Estado de S.Paulo

05 de abril de 2014 | 22h11

Quase sem voz (por conta de uma amigdalite que o fez cancelar show na quinta), o cantor do Muse, Matt Bellamy, tenta segurar a onda de show principal da jornada nesse momento no Lollapalooza. Não ajudou ele incluir no repertório uma canção do Nirvana, 'Lithium', na qual a voz quase não se ouvia.

O show abriu com 'New Born', do segundo disco da banda, 'Origin of Symetry', de 2001. Depois, veio 'Plug in Baby' e 'Lithium', bastante comemorada pelos fãs. Canções como 'Blis's são cantadas em uníssono pela plateia, que um bombeiro que fotografava a multidão estimou em mais de 100 mil pessoas - oficialmente, o número de espectadores é de 80 mil.

Tudo o que sabemos sobre:
Lollapalooza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.