Advogado deixa equipe de defesa de Michael Jackson

O advogado Steve Cochran, que representou Michael Jackson durante mais de uma década, deixou a equipe de defesa do cantor, conforme anunciou o próprio Jackson nesta sexta-feira. Cochran retirou-se ?temporariamente? do time de advogados que defende o pop star das acusações de abuso sexual contra um menor, mas continuará ?colaborando? com o chefe do grupo, Thomas Mesereau Jr. ?Gostaria de agradecer por todo duro trabalho que que realizou na minha representação?, disse Jackson em um comunicado que trazia sua voz. Não foi informado o motivo da decisão. Em outro comunicado, Mesereau negou os rumores de que havia conflitos entre ele e Cochran, a quem considera amigo, ?um advogado brilhante e um exemplo de nossa profissão?. Nenhum outro comentário foi feito. Em abril, Jackson despediu Mark Geragos e Benjamin Brafman, que haviam dado assistência ao pop star até então, e contratou Thomas Mesereau Jr., um nome famoso da área. A equipe de Cochran e Robert Sanger já havia trabalhado para o cantor em assuntos menores do caso.

Agencia Estado,

16 de outubro de 2004 | 01h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.