Felipe Rau/ Estadão
Felipe Rau/ Estadão

Adriana Calcanhotto lança 'Olhos de Onda' em DVD

Cantora e compositora interpreta músicas próprias e de outros autores no formato voz e violão

Roberta Pennafort/ Rio, O Estado de S. Paulo

05 de maio de 2014 | 14h18

Há um ano em cartaz, e com agenda fechada pelo Brasil e o mundo até fevereiro de 2015, o show Olhos de Onda, com Adriana Calcanhotto, um banquinho e um violão, chega agora ao formato DVD. Motivado por um convite vindo de Portugal, onde ela é recebida como estrela da música brasileira há duas décadas, o recital tem 20 canções, sendo 14 de autoria da compositora gaúcha com seus parceiros (Antonio Cicero, Waly Salomão, Dé Palmeira, Arnaldo Antunes).

Os sucessos de 24 anos de carreira discográfica, Inverno, Vambora, Devolva-me, Esquadros, Metade, Maresia, ela canta com o mesmo frescor que impregnam os covers de Back to Black, o hit de Amy Winehouse, e Me dê Motivo de Michael Sulivan e Paulo Massadas, sucesso de Tim Maia. São canções que Adriana gostaria de ter escrito. “É engraçado porque as pessoas não sabem que Me dê Motivo não é do Tim Maia. Ele se apropriou tanto da canção... Eu faço totalmente diferente, faço para dentro. É muito triste, um homem cantando que ‘a dor é forte, demais pra mim’...”, analisa a cantora, em entrevista há pouco sobre o DVD. O registro ao vivo é íntimo, com closes no rosto e nas mãos ao violão. Adriana interage com o público e canta Seu pensamento, parceria com Dé, a pedido.

O ano de 2014 já está todo tomado.  Em setembro, ela estreia com a Osesp uma versão de Pedro e o lobo. Está se ocupando de uma versão para o português da história do russo Sergei Prokofiev de 1936 a partir de uma partitura do acervo da Osesp em inglês. Depois de São Paulo, o espetáculo irá a Porto Alegre e a Lisboa.

Adriana também está trabalhando num outro projeto infanto-juvenil: uma antologia de haicais de poetas brasileiros, como Paulo Leminski, Mário Quintana e Carlos Drummond de Andrade. “E como eu não tenho nada o que fazer, comprei um violão de 7 cordas, pra complicar um pouco mais a minha vida...”, ela brinca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.