Shin Woong-jae|The New York Times
Shin Woong-jae|The New York Times

Adele vende 3,3 milhões de discos e supera 'N Sync, Oasis, Eminem e Taylor Swift

Cantora britânica bateu recordes de venda com o álbum '25'

AFP

29 de novembro de 2015 | 16h52

O álbum mais recente da cantora britânica Adele, 25, bateu recordes históricos com a venda de 3,38 milhões de cópias em sua primeira semana no mercado americano, anunciou a empresa de consultoria Nielsen Music.

A estrela britânica estabeleceu um novo recorde de cópias vendidas em uma semana para um álbum desde que a Nielsen começou a registrar as vendas em 1991, informou a empresa. Também é o primeiro álbum na história da Nielsen a vender mais de três milhões de unidades em uma semana.

Com os números, Adele supera as 2,42 milhões de cópias vendidas no ano 2000 de No Strings Attached, do NSYNC, grupo que era liderado por Justin Timberlake.

25 é o primeiro álbum de Adele em quatro anos. Seu disco anterior, 21, foi o mais vendido nos Estados Unidos durante dois anos seguidos e o de maior sucesso no século XXI no Reino Unido.

No novo trabalho, a cantora volta a apresentar baladas sobre amores frustrados, como o single Hello, canção que é sucesso em todo o planeta. O álbum, lançado em 20 de novembro, não foi liberado para os serviços de streaming e os números das vendas foram monitoradas até 26 de novembro, um dia antes da Black Friday.

Adele também supera os dois álbuns mais vendidos da era digital: The Eminem Show, do rapper Eminem em 2002, e 1989, de Taylor Swift, lançado ano passado.

Ela também deve estabelecer um novo recorde na Grã-Bretanha, onde 25 vendeu 538.000 unidades nos primeiros três dias. A melhor marca britânica pertence ao grupo Oasis, que vendeu 696.000 cópias de Be Here Now na semana do lançamento em 1997.

Tudo o que sabemos sobre:
AdeleMúsicaOasisEminemTaylor Swift

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.