AC/DC volta aos palcos em 2016

Turnê confirmada desmente rumores sobre uma aposentadoria da banda aos 60 anos de seus principais integrantes

AFP

16 de dezembro de 2015 | 14h34

A banda australiana AC/DC, pioneira do hard rock, anunciou uma turnê com 30 apresentações nos Estados Unidos e na Europa em 2016, o que desmente rumores sobre uma aposentadoria aos 60 anos de seus principais integrantes.

O grupo, cujo álbum Back in Black (1980) é um dos mais vendidos da história da música, iniciará sua turnê em 2 de fevereiro em Tacoma, Washington. O périplo incluirá 20 apresentações nos Estados Unidos, que terminarão em 4 de abril com um show no Madison Square Garden, em Nova York.

Em seguida, irão à Europa, onde começarão sua turnê em 7 de maio em Lisboa e terminarão em 12 de junho em uma casa com capacidade para 46.000 pessoas em Aarhus, Dinamarca. A nova turnê dá continuidade à intensa agenda de 2015, durante a qual a banda fez 53 shows em todo o mundo.

O AC/DC, que também lançou um álbum no ano passado após seis anos sem novas produções, voltou aos palcos sem seu membro-fundador, Malcolm Young, que se aposentou devido à demência.

A banda também rompeu relações com o baterista Phil Rudd, condenado na Nova Zelândia por ameaçar de morte seu ex-chefe de segurança. O vocalista do grupo, Brian Johnson, de 68 anos, disse em setembro que os integrantes do AC/DC estavam "constantemente supresos e assombrados de como mantêm o sucesso".

"Um bom jogador de futebol, um bom jogador de hóquei sobre o gelo não querem se aposentar, mas infelizmente às vezes há um momento em que é preciso fazê-lo", disse Johnson ao jornal Morning Sun de Michigan.

Mais conteúdo sobre:
Ac/dcMúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.