Aborto Elétrico lembra origens do rock de Brasília no VMB

A onda em torno dos anos 80 não ficou de fora do VMB - Vídeo Music Brasil, na noite deste quinta-feira, com uma apresentação da espectral banda Aborto Elétrico emocionando o público no Credicard Hall, em São Paulo. Para lembrar a banda punk, um dos embriões que forneceu o DNA para o surgimento dos principais nomes do Rock de Brasília (Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude), Dinho (Capital) e Dado Vila Lobos (Legião) se juntaram aos Paralamas do Sucesso, que também tinham um pé no Planalto, para cantar Conexão Amazônica, gravada em 1987 pelo grupo de Renato Russo, morto em 1996.A apresentação desta noite no VMB foi uma prévia do CD/DVD que contará com 18 músicas do Aborto. Nove delas serão inéditas e a outra metade serão as cinco já gravadas pelo Legião Urbana e outras quatro que entraram em discos do Capital Inicial. Dinho disse sentir muito orgulho do projeto, mas afirmou que não pretende ressuscitar o grupo, que trazia em suas letras críticas políticas e sociais. O vocalista do Capital Inicial disse que a idéia da homenagem surgiu antes da atual crise em Brasília, mas que a coincidência das situações mostra que "depois de 25 anos o Brasil não mudou nada, o que é muito frustrante". Antes de integrar a formação para o apresentação do Aborto Elétrico, Herbert Vianna e os Paralamas do Sucesso tocaram uma música do novo álbum. Outra banda dos anos 80 que marcou presença foi o Ira!. Sem ganhar nenhum prêmio nas 10 edições anteriores, o grupo paulista pôs fim ao jejum levando o prêmio de melhor performance ao vivo em videoclipe. A geração ainda ocuparia o palco com o Ultraje a Rigor cantando o clássico Nós Vamos Invadir a Sua Praia, Nando Reis e seus Infernais tocando "Por Onde Andei", e pelo seu antigo grupo, os Titãs, que fecharam a noite apresentando a nova canção "Vossa Excelência".Dos novos nomes, a banda carioca Leela, que na semana passada abriu o show da canadense Avril Lavigne, levou o prêmio de revelação.VMB 2005: Fotos Todos os premiados O clipe vencedor

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.