Lucas Jackson/Reuters
Lucas Jackson/Reuters

Abba entra no Hall da Fama do Rock apadrinhado pelo Bee Gees

Inativo há 30 anos, Abba segue fazendo sucesso, por exemplo, com música da peça teatral 'Mamma Mia'

EFE,

16 de março de 2010 | 14h40

O grupo musical sueco Abba, extinto em 1982, entrou para o Hall da Fama do Rock dos Estados Unidos, apadrinhados pelo Bee Gees, outra banda que marcou época nos anos 70 e 80.

 

Benny Anderson e Anni-Frid Lyngstad, ex-membros do quarteto sueco, participaram da cerimônia em um hotel de Nova York, representando o grupo que entra para uma galeria que tem mais de 600 nomes que fizeram história no mundo da música.

 

O ato marcou o reencontro de Anderson e Anni-Frid, que se casaram em 1978 e se divorciaram um ano antes que Abba decidiu parar de gravar e se apresentar.

 

Os outros dois membros da banda, Björn Ulvaeus e Agnetha Fältskog, que também formaram um casal amoroso, não participaram da cerimônia.

 

A relação entre o grupo sueco e seus apresentadores durante a cerimônia, os membros do Bee Gees, vem de longe. Em 1979 as duas bandas, junto a outros músicos, participaram da gravação da música "Put a Little Love In Your Heart", destinada a arrecadar fundos para as Nações Unidas.

 

Apesar dos quase 30 anos de inatividade, a música do Abba segue fazendo sucesso, por exemplo, através da peça teatral "Mamma Mia", que estreou em 1999 e ainda hoje é protagonizada por grupos de teatro em diferentes países, e ganhou uma adaptação cinematográfica, protagonizada por Meryl Streep e Pierce Brosnan.

 

Durante a cerimônia foram apresentados outros 11 novos membros da instituição. Destaques para a banda britânica Genesis, o grupo de rock americano The Stooges (liderado por Iggy Pop) e o cantor de reggae jamaicano Jimmy Cliff, apresentado pelo haitiano Wyclef Jean.

Tudo o que sabemos sobre:
Abba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.