Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Abatido, Leonardo ignora causa do acidente

O cantor Leonardo disse ontem que não sabe o que provocou o acidente com a Land Rover Defender que dirigia na segunda-feira. Na saída da Clínica Santa Mônica, em Aparecida de Goiânia, ele afirmou estar "triste e emocionado" com a morte de seu amigo Sebastião Arantes. Abatido e usando um colete ortopédico, Leonardo agradeceu a presença da enfermeira Valdirene Firmino do Nascimento, que passava pelo local e ajudou a resgatar as vítimas. "Foi Deus quem mandou essa enfermeira." Agora, ele vai descansar em Goiânia. O cantor deixou o hospital andando, com assessores, amigos e a mulher, Pollyana.Ele disse que na hora do acidente só pensava em seu irmão Leandro, vítima de câncer. "Saí do carro sozinho, por entre o cinto de segurança. Gritei por ajuda e chamei todo mundo, mas o único que respondeu foi o Ayresson (o policial Ayresson Roberto Pequeno)." De acordo com Leonardo, Sebastião foi jogado para fora do carro. "Ele ficou a uns 15 metros. Abri a camisa dele, massageei, mas ele estava muito mal. A enfermeira veio e falou: Vamos salvar os outros dois." O cantor afirmou que não sabe a causa do acidente.O diretor da Polícia Civil do Distrito Federal, Laerte Rodrigues de Bessa, de 49 anos, e o cantor José das Dores Fernandes, o Zé Mulato, de 54, tiveram pequena melhora. Mas o estado deles ainda é grave. Já o policial Ayresson recebeu alta ontem. Em Jussara, o delegado Abadio Vicente Inácio abriu inquérito para investigar as causas do acidente. Ele afirmou que, caso fique comprovado que não ocorreu falha mecânica, o cantor Leonardo deve ser indiciado por homicídio culposo. "Mas ainda temos de aguardar o laudo pericial." O delegado ouviu ontem a enfermeira Valdirene e o namorado dela, Elison de Pina Neto. Inácio descartou que a polícia esteja considerando a hipótese de o cantor ter dirigido embriagado. O delegado espera o laudo, que deve sair em 15 dias. "Só vou ouvir o cantor se houver necessidade."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.