Sam Falk/The New York Times
Sam Falk/The New York Times

A voz e o ativista por trás de 'If I Had a Hammer'

Pete Seeger ficou conhecido como o pai da música folk norte-americana

Agências iinternacionais, O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2014 | 02h10

Bruce Springsteen já definiu Pete Seeger como o "pai" da música folk norte-americana. Pete, por sua vez, nunca gostou do termo "folk", mas estará para sempre a ele associado, graças a canções como This Land Is Your Land, If I Had a Hammer e Turn, Turn, Turn.

Seeger morreu na última segunda-feira, aos 94 anos, de causas naturais no Hospital Presbiteriano de Nova York. Ao longo da vida, cantou para universitários, trabalhadores, imigrantes e presidentes, ajudando a apresentar a música a gerações e gerações. O homem que abandonou a Universidade Harvard em 1938 para cruzar o país de bicicleta acabaria influenciando o próprio Springsteen, Joan Baez, Dave Matthews e Rufus Wainwright.

Mais que uma das principais vozes da canção, também ficou conhecido pela atuação política. Protestou contra as guerras do Vietnã e do Iraque e foi condenado à prisão por se recusar a testemunhar no Congresso sobre o período em que integrou o Partido Comunista. Em 2009, apresentou-se na posse de Obama. Cantou também nos protestos do Occupy Wall Street. Pouco após a notícia de sua morte, a Casa Branca soltou um comunicado celebrando o uso que fez "de sua voz e de seu martelo pelos direitos civis, pela paz mundial e pelo ambiente". / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.