A paixão de Paul McCartney pelo Brasil

A paixão de Paul McCartney pelo Brasil

E mais cinco bandas gringas que não saem do País

O Estado de S. Paulo

11 Novembro 2014 | 13h58

O eterno Beatle faz sua vigésima apresentação em terras brasileiras, e desta vez esteve em Cariacica no Espírito Santo, região metropolitana de Vitória e que dificilmente abrigaria um show dessa magnitude. Sua primeira passagem por aqui foi em 1990, mas parece que ele tomou gosto pelo país depois de 2010. Desde então ele vem anualmente para cá.

Entretanto, Paul não foi o primeiro a ser tocado pelo fanatismo dos fãs brasileiros. James Taylor pensava em se aposentar em 1985, mas a recepção no palco do Rock in Rio foi tão calorosa que deu novo sentido à carreira do cantor. Os Ramones também faziam shows maiores em São Paulo do que Nova York, sua terra natal. Chrissie Hynde e Nick Cave ficaram tão fascinados pelos ares tropicais que fixaram residência na capital paulista. Ela morou no centro, na avenida São Luís, e ele na Vila Madalena e chegou a ter filho com a brasileira Viviane Carneiro. Além do filho, a estada de três anos ainda gerou a canção Foi na Cruz, com refrão em português.

Veja outros cinco artistas que estão sempre por aqui:

1. Deep Purple fez dois shows em São Paulo esse ano e é provavelmente a mais brasileira das bandas inglesas. Eles já vieram para cá mais de 10 vezes e tocaram perto de 60 shows nas cinco regiões do País. Um dos pilares do rock pesado, esses senhores já se apresentaram com diversas formações e, ironicamente, agora com o show do disco Now What?! - Agora o que?! em tradução livre. 

 

2. Iron Maiden tocou por aqui com e sem Bruce Dickinson. Ao lado do Deep Purple, eles são prova do amor ao rock do brasileiro. Tocaram no Rock in Rio em 2013 e estenderam a passagem para São Paulo e Curitiba.

 

3. Franz Ferdinand é outra banda que não sai daqui. Chegaram a visitar o Brasil por duas vezes em 2006, sendo que a primeira delas foi abrindo para o U2. 

 

4. Peter Hook esteve recentemente no Brasil. Ele já tinha visitado o País com o New Order e já retornou por três vezes desde que abandonou a banda de Manchester.

 

5. Ian McCulloch vem ao País com ou sem o Echo and The Bunnymen, os herdeiros dark dos Beatles em Liverpool, pelo menos a cada dois anos desde 1999.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.