Alê Cabral
Alê Cabral
Imagem Roberta Martinelli
Colunista
Roberta Martinelli
Som a pino
Conteúdo Exclusivo para Assinante

‘A Novidade...’

Marcelo Cabral e João Leão são dois músicos superatuantes na música brasileira que acontece agora e que se preparam para lançar o tal “disco solo”

Roberta Martinelli, O Estado de S.Paulo

03 Abril 2018 | 02h00

Começou abril e com ele duas novidades que estão chegando. Novidades mesmo, pois hoje escrevo sobre dois discos que eu não esperava anunciar. Me surpreendi quando soube dos dois lançamentos e, por isso, resolvi escrever sobre eles nesta coluna. São dois músicos superatuantes na música brasileira que acontece agora e que se preparam para lançar o tal “disco solo”. Aquele disco que leva ou deve levar o nome deles na capa. Hoje, na coluna, eu anuncio os trabalhos de Marcelo Cabral e João Leão

MARCELO CABRAL 

Cabral é baixista, um baixista e tanto. Produziu alguns discos como o do Criolo e da banda As Bahias e a Cozinha Mineira. Você pode vê-lo no palco atualmente com a banda Metá Metá, com Rodrigo Campos, Passo Torto, Kiko Dinucci. Eu estava no Rio de Janeiro quando ele me contou que estava fazendo um disco dele, fiquei muito surpresa e ansiosa para ouvir. Perguntei “Por que você resolveu lançar um disco?”, e ele, meio brincando, disse “estava com a agenda vazia hehehe e tinha umas músicas guardadas no meu computador e me veio o caminho de como resolvê-las finalmente”. O disco que sai logo mais, tem produção dele, do Romulo Fróes e do Daniel Bozzio. O nome do disco é Motor, que é o título de uma das faixas do disco com letra de Alice Coutinho. 

Logo mais, então, temos essa novidade que é o Motor do Marcelo Cabral

JOÃO LEÃO

Ele toca teclado com todo mundo que eu conheço e até com muitos que não conheço. Era o cara que eu mais via em shows: Saulo Duarte, Lira, Juliano Gauche, Daniel Groove, Barbara Eugênia... Aí ele passou a tocar com a Céu na turnê do disco Tropix, que foi uma turnê e tanto. Aí passei a vê-lo mais no palco com ela. Ele é neto da grande atriz Nydia Lícia, que calhou de ser minha professora de voz quando eu estudava teatro (isso a gente descobriu muito tempo depois). 

E agora ele se prepara para lançar o primeiro disco “solo” dele. Sempre coloco o solo entre aspas, pois é impossível fazer um disco sozinho. 

O disco chama Bilis Negra, pois dos líquidos que compõem o corpo é o ligado à melancolia. O disco tem composições de Saulo Duarte, Diogo Soares, Tika, Kika, Lira e do próprio João Leão. Tem também uma de João Gilberto e Jorge Amado. A produção do disco é assinada por Dudu Tsuda

Mais um lançamento para a gente aguardar! 

Música da Semana

Melanina

A música da semana é da Drik Barbosa, que lançou seu primeiro disco solo, Espelho, um EP com cinco faixas: Espelho, Banho de Chuva, Inconsequente, Camélia e Melanina. A faixa escolhida aqui foi o single da rapper com participação de Rincon Sapiência.

Já ouviu ? Recomendo! 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.