A batida que encantou Stacey Kent

Cantora faz o lançamento mundial de ‘The Changing Lights’, com convidados como Menescal e Kazuo Ishiguro

Jotabê Medeiros, O Estado de S. Paulo

02 de maio de 2014 | 18h36

Stacey Kent está falando quando se dá conta de algo que percebeu no exato momento em que falava e dá uma gostosa gargalhada. "O que eu gosto nessa canção, A Tarde, é que a música foi composta por um inglês, a letra foi escrita por um português, é cantada por uma americana e tocada por um brasileiro."

O inglês é o compositor e saxofonista Jim Tomlinson, marido de Stacey. O português é o poeta António Ladeira. A americana é ela. E o brasileiro é Roberto Menescal. A Tarde é uma das canções inéditas do novíssimo disco da cantora americana, The Changing Lights (Warner Music), lançado esta semana no mundo todo. O caráter pluricultural de A Tarde permeia todo o disco, que é um fundo mergulho nas possibilidades da bossa nova, com canções de Tom Jobim, Dorival Caymmi, Marcos Valle e Menescal, que participa em outra faixa do álbum (além de seu clássico O Barquinho).

"Esse nosso encontro, que aconteceu naturalmente, quer dizer, no fim, que tudo trata da condição humana, que não conhece fronteiras", disse a cantora, falando por telefone ao Estado na quinta-feira.

É notório o encantamento de Stacey para com a bossa brasileira (e sua facilidade em retrabalhá-la). "A primeira vez que a ouvi eu tinha 14 anos, e ainda não podia descrever porque aquela música me encantava daquele jeito. Eu não sabia ainda que seria cantora. Era uma música exótica, doce, cheia de melancolia, mas leve e, assim como triste, também um pouco otimista. Anos depois, eu compreenderia também o significado daquela batida metafórica, o seu compasso. Era como uma sensação de poder mudar a viagem no meio do percurso, de avançar, ir para a frente. A mudança de ritmo trazia consigo uma esperança de mudança. Eu ainda não compreendia as letras, mas aquela batida significava para mim mais do que compreender", afirmou ela, em português cristalino.

O novo disco a traz com disposição para ainda mais novas correlações artísticas em nome da bossa. Uma delas é com o escritor japonês Kazuo Ishiguro (Man Booker Prize de 1989), que escreve as músicas The Changing Lights, Waiter, Oh Waiter, The Summer We Crossed Europe In The Rain. Ishiguro já tinha composto para ela nos discos The Ice Hotel e Breakfast On The Morning Tram. O português António Ladeira fez, além de A Tarde, Mais Uma Vez. E o compositor francês Bernie Beaupère escreveu Chanson Légère.

::: Cultura Estadão nas redes sociais :::
:: Facebook ::
::  Twitter ::

Ela se lembra da primeira vez que deu entrevista ao jornal, em 2007, quando cantou no Via Funchal com a casa cheia e cantou algumas músicas na língua nativa. "Estou rindo, porque aquilo foi antes de eu falar português", diverte-se. Desde então, estudou seriamente e domina completamente o idioma (ela também canta em francês, língua na qual foi alfabetizada inicialmente, e em alemão e italiano).

Ela conta que conhecer Roberto Menescal foi um dos "momentos mais lindos" da sua vida. Ela fez show, com Marcos Valle, no Rio de Janeiro, na celebração dos 80 anos do Cristo Redentor, em 2011. "Tocamos So Nice, eu e o Marcos, e quando saímos do palco, descendo as escadas, lá estava o Menescal. Eu era uma fã louca dele. Eu disse: ‘Roberto?’. Fiquei pasma. Eu não sabia que ele me conhecia, não podia acreditar. Trocamos endereços de e-mail e começamos essa coisa linda, que terminou com a participação dele no meu disco."

Stacey Kent é uma das cantoras de jazz de maior sucesso de público atualmente. Seus álbuns anteriores já venderam mais de meio milhão de cópias pelo mundo, com indicações para o Grammy. "O privilégio do meu trabalho é partilhar algo com as pessoas que não me conhecem, e saber que a sintonia é total", ela diz. E como é trabalhar com Kazuo Ishiguro, António Ladeira, Roberto Menescal, Bernie Beaupère? "Todos esses poetas me conhecem. Falamos muito da minha personalidade, e eles parecem fazer trabalhos completamente talhados para mim. São palavras que me definem."

Tudo o que sabemos sobre:
Stacey Kent

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.