Evelson de Freitas/Agência Estado
Evelson de Freitas/Agência Estado

9 motivos pelos quais Katy Perry deve mudar o nome do festival para Pop In Rio

Cantora norte-americana está escalada para encerrar as apresentações desta edição de 2015 do Rock in Rio, neste domingo, 26

Pedro Antunes, O Estado de S. Paulo

27 de setembro de 2015 | 09h46

Quando Katy Perry tomou o palco Mundo do Rock in Rio 2011, era o auge do disco Teenage Dream (2010) – o segundo dela a partir do momento no qual assumiu o sobrenome artístico de Perry. Era um público decididamente jovem, capaz de se conectar com a cantora que fez sucesso justamente por falar com uma geração que descobria a sexualidade como os últimos integrantes da chamada Geração Y. Ao “beijar uma garota e gostar”, como cantou no sucesso I Kissed a Girl e como tantos outros jovens experimentavam na puberdade, Katy encontro seu público. Fez, ali no Rock in Rio, a celebração daquilo que havia construído até ali. 

Katy não ocupava a posição de destaque a qual foi alçada nesta nova edição do Rock in Rio, realizada quatro anos depois. A performance dela vinha antes de Rihanna, que também volta ao festival, mas foi escalada para encerrar o sábado, 26.

Agora, é com Katy Perry que o festival de sete dias, capaz de reunir 595 mil pessoas na Cidade do Rock, em Jacarepaguá, se despedirá novamente do Rio de Janeiro. 

Ela sobe ao Palco Mundo na madrugada deste domingo, 27, para segunda-feira, com uma nova turnê e a responsabilidade que já tiveram, por exemplo, nomes como Guns N’ Roses (2011) e Iron Maiden (2013), para elencar aqueles que fizeram o último show das edições anteriores desta nova era do Rock in Rio, desde o retorno à cidade natal, reiniciada após dez anos de aventuras europeias, por Lisboa e Madri. 

Veja, abaixo, 9 motivos pelos quais, pelo menos na noite deste domingo, 26, a cantora norte-americana será capaz de trocar o nome do festival para Pop In Rio:

Tudo o que sabemos sobre:
rock in riomusicakaty perry

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.