REUTERS/Benoit Tessier
REUTERS/Benoit Tessier

Stella McCartney tinha uma pergunta: ‘por que raios você estaria no mundo da moda?’

A estilista não está lançando apenas uma coleção, mas revelando todo um léxico de valores, com cada letra ilustrada por um artista diferente

Vanessa Friedman, The New York Times

10 de outubro de 2020 | 10h00

Nesta temporada, Stella McCartney afastou-se de seu tradicional papel na Semana de Moda de Paris para uma revelação um pouco posterior - com uma reviravolta. Ela não está lançando apenas uma coleção, mas revelando todo um léxico de valores, com cada letra ilustrada por um artista diferente.

A seguir, em entrevista editada, ela explica por que e o que isso significa.




 

Tem havido muita conversa a respeito da pandemia estar mudando o sistema de valores da moda, mas você parece ter levado isso ao pé da letra.


Acho que, como todos nós, fiz muitas perguntas a mim mesma durante o lockdown. “Por que faço o que faço? Por que as pessoas trabalham para a marca Stella McCartney? E por que raios você estaria no mundo da moda? "

Eu tive todas essas noites sem dormir, depois, acordei por volta das 4 da manhã e anotei tudo que realmente torna o que eu faço importante para mim e significativo. Escrevi um manifesto sem saber.

Em seguida, transformamos isso em um abecedário com as palavras que correspondem ao significado da marca. A é ser responsável (accountable em inglês), C é ser consciente, S é de sustentável, L é de amor (love em inglês), H é de humor, O é de orgânico, Z é de zero desperdício, R é reciclar.

Cada letra representa uma palavra que eu acho que é um ótimo tipo de foco para nós agora e para o futuro, porque quando você está trabalhando dessa forma, você sempre pode ser melhor. E tem sido muito divertido criar em torno disso também. D é para desejo. Isso não significa que temos que nos punir. Isso não significa que temos que ceder. Ainda podemos nos divertir.


 

O que você vai fazer com isso?


É basicamente um conjunto de diretrizes e princípios para a marca e é maravilhoso porque dá clareza. Acho que palavras são muito importantes, especialmente quando as pessoas estão falando o tempo todo a respeito de sustentabilidade e moda.

Mas muito disso é greenwashing (termo usado para se referir quando informações enganosas são transmitidas para que o público acredite que um produto é ecologicamente correto) e muito disso não tem realmente qualquer fundamento. Então, para nós, é como colocar seu dinheiro onde está sua boca. Apenas esclarecendo as coisas e pensando, “Quer saber, isso é o que fazemos na Stella McCartney; pretendemos fazer isso para sempre. ”

Eu queria realmente dar uma explicação clara para todos. Uma grande porcentagem de pessoas nem mesmo sabe o que de fato é algo vegano. Tipo, o que isso significa? Quer dizer, há tantas palavras e tanta confusão em torno delas.


 

Então, como isso está ganhando forma em sua coleção?


Para a coleção de verão, a ideia é trabalhar com lixo industrial reciclado. Eu acho isso tão sexy, legal e empolgante. Temos algumas peças de renda e todas as rendas são totalmente recicladas do que sobrou de talvez quatro ou cinco desfiles de moda. Todo o nosso algodão e todo o nosso jeans são cem por cento orgânicos agora, o que é incrível.

Claro, amanhã minha safra orgânica pode faltar ou eu posso não ser capaz de obtê-la. Há uma fragilidade em trabalhar dessa maneira, e você tem que levantar as mãos e dizer: "Quer saber, estamos tentando muito, mas não somos perfeitos e você não pode controlar tudo."


 

O que mais você está fazendo?


Temos uma sala com peças únicas que eram basicamente peças que fizemos, mas que não foram colocadas em produção. Elas estavam aqui paradas. Eu pensei: “Por que isso está indo para uma liquidação de amostras e sendo jogado fora? Estas são peças preciosas.” Então, em vez disso, nós as pegamos, as embelezamos mais e colocamos pequenas notas manuscritas nelas. E assim, elas se tornaram extremamente raras, preciosas e emocionantes.


 

Agora você está em uma parceria com a LVMH, então essas ideias e o manifesto vão crescer ainda mais? Devemos esperar que a Fendi não use mais peles de animais?


Você teria que perguntar à Fendi. Espero que sim. O maior impacto que temos de forma positiva na sustentabilidade da Stella McCartney é não usar produtos de origem animal. Uma das muitas razões pelas quais eu queria me juntar à LVMH é para realmente me infiltrar de dentro, e acho que é uma declaração corajosa da parte deles investir em mim.

Tenho uma marca de moda vegana que não está de acordo com muito do que eles estão fazendo, e o fato de que eles estão apostando em alguém como eu - foi uma jogada ousada. Isso é um começo de conversa. Diz que estamos olhando para isso e levando isso a sério. Você sabe, eles são como um grande navio. Eu sou como este pequeno navio pirata. Eu sou como um barquinho da Sea Shepherd que navega ao lado deles.


TRADUÇÃO DE ROMINA CÁCIA

Tudo o que sabemos sobre:
Stella MccartneyLVMHmoda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.