Divulgação/Nicole Heini
Divulgação/Nicole Heini

Referência em moda praia, Adriana Degreas fala sobre o processo de internacionalização da marca

Com produção nacional e matéria-prima 100% brasileira, a marca faz parte de uma das categorias da nossa moda com maior destaque internacional, o beachwear

Alice Ferraz, O Estado de S.Paulo

09 de janeiro de 2021 | 18h42

Prestes a completar 20 anos de sucesso no mercado, Adriana Degreas conquistou com seu trabalho autoral um lugar de destaque entre os principais nomes do segmento de beachwear do mundo. Sua marca homônima, que tem pontos de venda físicos no Brasil e Estados Unidos e e-commerce de abrangência global, é conhecida por peças de banho inusitadas, com recortes precisos que encantam os olhos. É uma forma especial de ver a moda praia que conquistou nomes célebres como Naomi Campbell, Jada Pinkett Smith e Chrissy Teigen

Nas palavras da própria Degreas, ela oferece o Bain Couture, conceito que a própria diretora criativa da marca define como: “O uso de tecidos não convencionais, aplicação de técnicas de moulage (modelagem tridimensional), com produção em escala limitada em cores clássicas e estética atemporal”. 

“Procuro ampliar a visão sobre o conceito de moda praia, trazendo irreverência com materiais e formas não rígidas transformando-as em produto. O meu processo é muito empírico, intuitivo. O real e o imaginário andam juntos, com formas se sobrepondo. Busco sempre pelo extraordinário”, afirma Degreas. “Através das minhas criações, quero que as pessoas se sintam confiantes com seus corpos, que se sintam livres de padrões estéticos e únicas”, complementa. 

Com produção nacional e matéria-prima 100% brasileira, a marca faz parte de uma das categorias da nossa moda com maior destaque internacional, o beachwear

Segundo informações da ABIT, a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção, a moda praia brasileira é referência mundial e está entre os setores que mais despertam interesse dos compradores de outros países, ao lado de segmentos como jeanswear e homewear. A internacionalização, que hoje é um pilar importante da marca de Adriana Degreas, veio como consequência do desejo da criadora de ver o mundo reconhecer um trabalho genuinamente brasileiro. 

Dessa vontade de levar suas criações para o mundo surgiu a necessidade de uma mudança de endereço – Adriana mora há seis anos em Miami. “No processo de internacionalização da marca, percebi que tinha que estar fora do Brasil para de fato ter a relação com esse mercado, vivência, entendimento de comportamento do consumidor e poder adquirir experiência internacional. Ainda estamos nesse caminho.” 

Decisão que abriu portas e que também criou novos desafios para a empresária: “Tive que encontrar novas formas de trabalhar com a equipe, de lidar com desenvolvimento de produto e com a finalização. Como nosso processo é feito no Brasil, inclusive as estamparias, tenho que ser mais ágil para estar no cronograma do mercado. Com isso, passamos a criar coleções cápsulas mensais ao invés de seguir o calendário de verão e inverno. Isso ajudou estrategicamente nas vendas e na nossa dinâmica de trabalho”, explica.

A marca de Adriana Degreas faz parte de um legado de família que, desde 1948, trabalha na indústria têxtil brasileira e atualmente tem sua continuidade pelas mãos da filha de Adriana, Nicole Degreas, que atua na área de marketing e vendas da marca. Uma história que, na visão de Adriana, “passa por gerações, agregando novos valores para a marca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.