Ilustração/Moda
Ilustração/Moda

O belo do dia: os cuidados com a pele na rotina masculina

Universo tido até pouco tempo como exclusivamente feminino, o de cuidados com a pele agora faz parte também da rotina masculina

Renata Piza, Moda

01 de agosto de 2021 | 10h00

O mito de Narciso é o melhor exemplo para contar como os homens ao longo do tempo se renderam a tendências de beleza, skincare e cuidados com o corpo. Em suma, ao amor à própria aparência. Para ser precisa, eles nunca cortaram a relação com o espelho e, por vezes, se cuidavam mais do que as mulheres – na Grécia, em Roma e no Egito antigos, os homens eram os ícones de beleza; na Renascença, o ritual incluía até volumosas perucas.  

O que acontecia de fato, especialmente após a Segunda Guerra Mundial e em países mais machistas, como o Brasil, era a cultura difundida de que homem “de verdade” não liga para a própria imagem. Mas a beleza masculina deixou de ser mito, inclusive por aqui, ganhando voz e presença. “A cada ano recebemos mais homens na clínica. Hoje temos 30% de público masculino”, diz o dermatologista Alberto Cordeiro. “O mais interessante é a mudança no perfil de procura pelos procedimentos. Antes, homens buscavam apenas depilação, tratamentos para queda capilar, no máximo um Botox. Hoje, o tipo de tratamento é muito semelhante ao procurado pelas mulheres, desde preenchimentos até melhora da flacidez corporal.” 

A fala de Cordeiro pode ser embasada por números. Segundo dados da Kantar, 74% dos consumidores masculinos consideram a aparência importante, sendo que mais da metade faz o que pode para se manter jovem. Um mercado que vai movimentar US$ 166 bilhões no mundo no ano que vem, de acordo com a Allied Market Research.

“A procura por cuidados masculinos cresceu 9% de 2018 a 2019 e se manteve estável por conta da pandemia. Nossa expectativa é de que o mercado siga expandindo, tendo em vista que o homem está agregando mais produtos à rotina”, conta Vinicius Keji Nikaido, expert em Business e Cuidados Mas&Deos, de O Boticário, marca que tem não só investido em produtos para esse público, como também criou o Clu_B, Instagram que tira dúvidas, dá dicas e contribuiu para normatizar o tema entre seus quase 400 mil seguidores. 

Aqueles que ainda não se convenceram de que preenchimentos e afins estão liberados em rodas de bar podem e devem começar pelo básico. E aqui não existe nada de diferente do que nós, mulheres, fazemos diariamente: limpar, tonificar e usar filtro solar. Os pilares do skincare.  

Os passos seguintes consistem em hidratar, usar um antioxidante e apostar nos alfa-hidroxiácidos, como os ácidos glicólico, lático e mandélico. Se por um lado o ritual não muda, o que vai na pele, sim. “Ela tende a ser 20% mais espessa do que a feminina, além de ter uma secreção sebácea aumentada e maior predisposição à oleosidade”, afirma o dermatologista Luiz Romancini, criador da Creamy Skincare, que aposta em produtos múltiplos que oferecem vários benefícios a curto prazo, assim como a linha MEN, de O Boticário. “Se os benefícios demoram muito para serem atingidos, a rotina tende a ser negligenciada”, finaliza Romancini.

Tudo o que sabemos sobre:
Narcisodermatologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.