Rogerio Mesquita
Rogerio Mesquita

Negras Vozes

Música e cultura negra são temas do novo programa da cantora Paula Lima na Rádio Eldorado, em parceria com a Sony Music

Alice Ferraz, Moda

11 de julho de 2021 | 05h00

Vozes que se unem para falar sobre reconhecimento, arte e cultura, tendo a música como fio condutor, pautam o novo programa da cantora, apresentadora, influenciadora digital e dona de uma voz inconfundível, Paula Lima. Sob o nome Vozes Negras, o especial que vai ao ar às sextas-feiras do mês de julho é resultado de uma parceria da Rádio Eldorado com a Sony Music e chega para trazer as vivências de cantores e compositores negros que, semanalmente, compartilham suas experiências e realidades.

“Convidamos artistas parceiros ou da própria gravadora, que trazem no seu trabalho assuntos que têm como essência a cultura negra, incluindo temas como respeito, discriminação, racismo e soluções para a tão desejada igualdade”, conta Paula Lima, sobre a novidade. 

Sandra de Sá, o cantor gospel Thalles Roberto e o multiartista Pretinho da Serrinha – que já trabalhou com nomes como Seu Jorge, Marisa Monte e Lulu Santos – são alguns dos convidados que Paula Lima traz para o programa. “Todos têm experiência, solidez e trajetória no mercado fonográfico brasileiro e mostram em seus discursos a realidade do negro num país que ainda reproduz o racismo de forma brutal. A pergunta que sempre é feita é: como é ser um artista e pessoa física negra no Brasil?”, reflete Paula. 

A união de vozes fortes com uma mensagem importante a ser compartilhada dá vida a um programa de grande relevância para o cenário atual, e Paula conduz tudo com naturalidade e carisma, envolvendo o ouvinte a cada novo episódio. “Acredito que, através do compartilhamento de pensamentos e de histórias contadas de forma real e sonora pelos próprios artistas, a discussão sobre temas tão pertinentes possa realmente trazer reflexão, novas conclusões para que haja transformação e evolução e para que tenhamos uma realidade mais equilibrada para muitos”, comenta a apresentadora. 

Paula tem uma carreira sólida na música brasileira. É uma mulher múltipla e usa sua voz como pessoa pública a favor de quem não possui essa visibilidade. “Luto pelo respeito e igualdade racial, de gênero e por outras pautas sociais de grande importância. Luto por uma sociedade melhor, mais justa e digna para todos”, diz. Além do novo Vozes Negras, a cantora também faz parte da programação da Rádio Eldorado há oito anos com Chocolate Quente, que já foi vencedor do Prêmio APCA de melhor programa de rádio. 

A apresentadora aceita o desafio do programa em um novo momento da vida. “Perdi meu marido, grande amor da minha vida e companheiro por 21 anos, há três meses e estou reaprendendo a viver. Ronaldo era pura força, energia positiva e sei que ele gostaria que eu seguisse em frente com dignidade. Não posso reverter o que aconteceu, então, em meio a uma dor profunda, decidi continuar meu trabalho, fazer o que eu amo e tornar a jornada o mais leve dentro dessa nova realidade.” 

Nas redes sociais, Paula compartilha seu dia a dia e influencia seus mais de 200 mil seguidores com a sua voz. “Sou uma mulher independente, negra, artista, em movimento, abrindo novos caminhos, lutando e acreditando na igualdade, realizando meus sonhos. Acredito que isso seja fortalecedor para muitas mulheres que me veem como espelho. E essas mulheres acreditam que é possível tomar para si o comando da vida e vencer.” 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.