Jacques Dequeker
Jacques Dequeker

Here comes the sun

Saiba como proteger, hidratar e quais tratamentos ajudam a cuidar do corpo, do rosto e do cabelo na estação mais quente do ano

Renata Piza, Moda

14 de fevereiro de 2021 | 12h00

Vem verão, sai verão e surgem os mesmos dilemas: pular na piscina ou manter o cabelo intacto? Continuar com o branco escritório ou ganhar uma corzinha saudável? Fazer laser ou não? Calma, como disseram os Beatles, vai ficar tudo bem.

 

“Proteger a pele diariamente vai deixá-la menos manchada e consequentemente mais bonita”, afirma o cirurgião plástico Eduardo Fakiani. Ou seja, dá para se bronzear um pouquinho desde que você não esqueça o filtro solar e respeite os horários de menor incidência de raios UV – até as 10h e após as 16h. O arroz e feijão da beleza. 

Mas é preciso prestar atenção também em detalhes muitas vezes deixados de lado: “use chapéu e roupas de algodão nas atividades ao ar livre, pois eles bloqueiam a maior parte da radiação UV e não se esqueça dos óculos de sol com proteção para evitar danos oculares e catarata”, lembra a dermatologista Maria Fernanda Tembra.

E, claro, peles com necessidades específicas pedem protocolos idem – as secas vivem bem com protetores que tenham propriedades hidratantes; acneicas pedem fórmulas livres de óleo; e as com tendência a melasma e manchas devem combinar protetores químico e físico. Bônus: limpeza e hidratação de pele antes do combo verão-sol-sal-cloro ajudam a preparar a pele para que ela possa receber os protetores comme il faut.

Cabelos ressecados, quebradiços, desbotados são outros efeitos colaterais do verão conhecidos por todas nós. Mas há solução: “Mantenha os fios com um bom leave-in que tenha pH ácido para selar as cutículas, use uma vez por semana um xampu antirresíduos e no dia a dia opte por xampu e condicionador sempre ácidos e com queratina”, indica a engenheira química Camila Rueda Cerdeira Martinez, diretora comercial da K. Pro.

No corpo, decore o mantra: hidratar, hidratar, hidratar. Beba muita água e não deixe de lado produtos específicos para nutrir a pele. “As temperaturas mais quentes exigem hidratação redobrada, por dentro e por fora”, diz Maria Fernanda Tembra. 

Valem desde óleos, vide o Óleo Divino da Caudalíe, que hidrata e nutre corpo, rosto e cabelo, até os popularmente conhecidos como “cremões”, de marcas como a CeraVe, que ajudam a restaurar a barreira protetora da pele. 

E, além da dupla fundamental, proteção e hidratação, Fakiani destaca que lasers como o Fotona e aparelhos de rádiofrequência como o Morpheus podem ser usados na estação e ajudam na produção de colágeno e na tonicidade da pele. Resultado? Aquele glow Instagram que amamos – só que na vida real.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.