Reuters
Reuters

Estilista Oscar de la Renta morre nos EUA aos 82 anos

Designer, que vestiu várias primeiras-damas americanas, lutava contra um câncer desde 2006

NYT e Reuters

21 de outubro de 2014 | 00h50


O estilista Oscar de la Renta morreu nesta segunda-feira, 20, aos 82 anos, em sua casa no Estado americano de Connecticut. A notícia foi confirmada por sua mulher, Annette de la Renta, ao jornal New York Times. De la Renta lutava contra um câncer desde 2006.

Oscar de la Renta nasceu em Santo Domingo, na República Dominicana. Filho de mãe espanhola e pai porto-riquenho, aos 18 anos se mudou para a Espanha, onde começou a carreira no mundo fashion como aprendiz de Cristóbal Balenciaga. Depois, ele se mudou para Paris, para trabalhar com a Lanvin.

De la Renta ficou famoso no início dos anos 60, quando a primeira-dama dos EUA, Jacqueline Kennedy, usou seus modelos pela primeira vez. O estilista lançou sua própria marca em 1965 e, desde então, passou a vestir outras celebridades.

Entre suas clientes estavam Hillary Clinton, Barbara Walters, Sarah Jessica Parker, Nancy Reagan e Laura Bush. Mais recentemente, ele desenhou o vestido de noiva de Amal Alamuddin, que se casou com o ator George Clooney, em Veneza, na Itália.

De la Renta também tornou-se célebre pela versatilidade. Em 1977, lançou o perfume Oscar, uma linha de acessórios, em 2001, e uma linha de móveis, em 2002. Em 2004, De la Renta lançou uma coleção de roupas mais acessíveis. 

Luto. Várias celebridades lamentaram a morte de Oscar de la Renta pelas redes sociais. “Descanse em paz. Oscar de La Renta foi uma grande parte de três dos grandes momentos da minha vida. Muito amor e paz a sua família”, escreveu a cantora Gloria Stefan, pelo Twitter. “Meu designer favorito morreu. Oscar, foi uma honra vestir suas criações e vestir você”, disse a cantora Taylor Swift, também pelo Twitter.

Tudo o que sabemos sobre:
ModaOscar de La Renta

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.