Josep Lago/ AFP
Josep Lago/ AFP

Confira trajetória de Pierre Cardin

Grande nome da moda, o estilista francês morreu em Paris nesta terça-feira, 29, aos 98 anos

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2020 | 12h23

Pierre Cardin, que morreu nesta terça-feira aos 98 anos, construiu um império desde muito novo e foi um homem multifacetado que soube vestir diferentes trajes: foi estilista, hoteleiro, proprietário de restaurante, mecenas e acadêmico.

- 2 de julho de 1922: nascimento de Pietro Cardin em San Biaggio di Callalta, perto de Veneza. Seus pais emigraram para a França quando ele tinha dois anos.

- 1936: entra como aprendiz de alfaiate em Saint-Etienne e depois em uma casa de moda em Vichy, onde trabalhou posteriormente como contador na Cruz Vermelha.

- 1945: chega a Paris, entra na empresa de moda Paquin. Cria máscaras e figurinos para o filme de Jean Cocteau  "A Bela e a Fera".

- 1946: após uma passagem por Schiaparelli, se incorpora à Christian Dior, que abre sua Maison.

- 1950: cria sua própria marca de moda e depois se instala definitivamente em uma mansão na esquina da Faubourg Saint-Honoré e da avenida Marigny.

- 1954: lançamento do "vestido bolha". Abre a loja "Eva" seguida em 1957 por outra, "Adão", para homens.

- 1957: primeira viagem ao Japão

- 1959: apresenta sua primeira coleção de prêt-à-porter em uma grande loja de Paris.

- 1960: começa sua política de licenças.

- 1970: inauguração do Espacço Cardin (antigo teatro dos Embaixadores) em Paris.

- 1979: primeiro desfile de moda de um estilista ocidental em Pequim.

- 1981: compra o restaurante parisiense Maxim's.

- 1991: é nomeado embaixador honorário da Unesco. Apresenta um desfile na Praça Vermelha de Moscou.

- 1992: entra para a Academia de Belas Artes.

- 2001: compra o castelo do Marquês de Sade em Lacoste  na região de Luberon.

- 2011: anuncia a intenção de vender seu império por 1 bilhão de euros, mas não encontra comprador.

- Novembro de 2016: desfile pelos 70 anos de carreira no Instituto, diante de seus companheiros da Academia de Belas Artes.

- Julho de 2019: grande retrospectiva dedicada ao estilista no Brooklyn Museum de Nova York

- 29 de dezembro de 2020: morre aos 98 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.