Céu de dezembro 2020, o melhor dezembro de todos os tempos

Céu de dezembro 2020, o melhor dezembro de todos os tempos

Viver com ousadia é nossa melhor parte e, agora, precisamos dessa virtude. Façamos deste dezembro de 2020 o melhor de todas nossas vidas

Oscar Quiroga, Moda

12 de dezembro de 2020 | 16h00

Seja por contraste aos meses anteriores, seja porque nosso espírito não se deixa abater e continua lançando ideações entusiasmadas ao futuro, seja pelo que for, este dezembro será o melhor de todos os tempos.

Leia Também

Narciso no espelho

Narciso no espelho

Saturno e Júpiter ingressam quase ao mesmo tempo em Aquário, um claro sinal de avanço, de experimentação, de atrevimento a viver de acordo com os ditames da Vida de nossas vidas que, com graça e alegria, nos infunde a energia necessária para que continuemos no jogo. Talvez demore um pouco para saborear essas novidades bem-afortunadas, mas isso só acontecerá se nos agarrarmos a essa saudade de um tempo passado que pareceria ter sido melhor do que o atual, fechando os olhos para as oportunidades de progresso e bem-estar disponíveis.

Ter saudade é gostoso, mas ao mesmo tempo atrapalha, porque não apenas nenhum tempo passado foi melhor do que o atual, como também a saudade nos fecha os olhos para as oportunidades de progresso disponíveis. Aquário é um signo de experiências coletivas, de articulações políticas importantes, de um futuro glorioso com que nossa humanidade sonha, de gente se relacionando com gente, não apenas pela necessidade, mas pelo gosto de participar de algo maior.

E pela vontade de participar da energia da vida, mesmo que não seja o caso de encher os espaços públicos do comércio, pelas restrições que a pandemia ainda nos impõe, não por isso deixarmos de aproveitar a oportunidade das festas de fim de ano para demonstrar afeto renovado àqueles com que nos relacionamos, fazendo a eles e elas presentes significativos, que não precisam ser caros, mas que demonstrem interesse no bem-estar e que ajudem a dar suporte para que as pessoas que amamos desenvolvam seus talentos.

A economia se recuperará na mesma medida em que o dinheiro circular de novo com vigor. E isso não poderá acontecer pelas restrições, pela poupança, pelo temor, mas pela confiança de que, enquanto o dinheiro, assim como também a vida, circular com liberdade e vigor nos relacionamentos humanos, todos seremos beneficiados com isso. Viver com medo é parte da experiência humana, mas não a nossa melhor parte.

Viver com ousadia é nossa melhor parte e, agora, precisamos dessa virtude. Façamos deste dezembro de 2020 o melhor de todas nossas vidas!

Tudo o que sabemos sobre:
moda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.