Shutterstock
Shutterstock

Bons tempos: Nossa pele é o melhor reflexo de nós mesmas

Teriam como os tão importantes cuidados diários ganharem ajuda extra? Especialistas nos contam o que há de mais moderno para os tratamentos de peles maduras.

Doris Bicudo, Moda

27 de março de 2022 | 06h00

O universo pediu e passou a receber várias transformações. A luta para sermos mais empáticas é árdua e diária. E a mulher madura, qual espaço ela ocupa neste exato momento? Com a pandemia passamos a nos deparar – e aceitar – com as madeixas assumidamente brancas, o que já podemos considerar uma boa transformação nos padrões. Houve também o efeito “Live”, que trouxe um grande avanço na procura dos tratamentos de beleza – cada vez mais refinados, tanto por meio da tecnologia de ponta quanto pelas massagens e exercícios faciais. 

Conversamos com três profissionais da beleza, especializadas em cuidar de peles maduras, que nos contam sobre os tratamentos que vêm aplicando em suas clínicas. Segundo a dermatologista Adriana Vilarinho, expert em aliar tecnologia à beleza, “a pele a partir dos 50 anos começa a sofrer um processo de afinamento por conta das alterações hormonais que diminuem o tamanho e a lubrificação das glândulas sebáceas.

A derme começa também a sofrer processos de flacidez e ressecamento.”Por tudo isso, para ela, o importante é estimular o colágeno, que tem uma perda de 1% a 2% ao ano, tanto por via oral quanto por meio de lasers, bio estimuladores e preenchedores.  O ultrassom macro e micro focados e o laser fraccionado de C02 são os procedimentos indicados por Adriana para agir contra a flacidez. Na aérea da cosmetologia, ela aposta em produtos que combatem a oxidação – como a Vitamina C e o Resveratrol. 

Na contramão dos tratamentos mais invasivos, Camila Junqueira, que trabalhou em grandes conglomerados de beleza, desenvolveu, há 15 anos, técnica própria – O Treinamento Facial Lifiting – composta de exercícios que estimulam o fortalecimento da pele e retardam o envelhecimento.

Camila define o TFL como uma “malhação facial”. O tratamento, que dura cerca de uma hora, começa com limpeza facial seguida de massagem estimulante, máscara de hidratação e nutrição e termina com Reiki, para estimular o campo energético. O tratamento se completa com a rotina diária de exercícios e cuidados externos como hidratação e nutrição, que devem ser feitos em casa. “Nunca é tarde para estimular o nosso corpo. Quanto antes, melhor”, deixa claro a profissional. 

Já para a esteticista e cosmetóloga Elzbieta Yunan seguir uma rotina diária de cuidados básicos como limpeza, hidratação e proteção solar, aliada ao uso de produtos adequados à sua pele, é fundamental. Ela frisa que, embora existam muitos e excelentes produtos no mercado eles não devem ser usados aleatoriamente.

“Cada pele é uma pele e nem todas as mulheres têm a mesma rotina de trabalho”, o que considera influenciar bastante para a manipulação de produtos adequados. Entre as novas tecnologias, ela aposta nas fórmulas criadas por meio dos séruns, que considera ideal para o nosso clima tropical. Seguindo uma linha mais “minimalista”, Elzbieta aposta no menos é mais, “para algumas mulheres o excesso de informação mais atrapalha do que ajuda”, afirma.  

Com tudo isso podemos chegar à conclusão de que aceitar o tempo não significa deixar ele passar sem nenhuma ação. Não é mesmo?

Tecnologia em prol da beleza

CONFIRA OS TRATAMENTOS MAIS MODERNOS DO MOMENTO!

Morpheus - Trata-se da radiofrequência microagulhada mais profunda que tem disponível, atualmente, no mercado! Um novo aliado no combate à flacidez facial e corporal. Ideal para peles maduras  

Picossegundos - É o laser mais rápido do mundo. Seguro e eficaz. É usado para rejuvenescimento, tratamento de manchas e melasma. Ideal também para remoção de tatuagem

Liftera - O tratamento dessa nova geração de ultrassom microfocado é praticamente indolor. Pode ser aplicado para lifting facial e contorno corporal  

Onda corporal - Estimula a produção de colágeno e assim melhora a flacidez. Eficaz para reduzir as células de gordura e celulite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.